O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone na linha de produção

Lockdowns na China começam a afetar produção de iPhones, diz Kuo

Só o tempo dirá quão profundo será esse abalo, entretanto

Já faz algumas semanas que o governo da China, por conta do aumento de casos da COVID-19 no país, tem implementado uma série de lockdowns rigorosos em diversas áreas urbanas do seu território — o que afeta, entre uma infinidade de outros aspectos da vida em sociedade globalizada, várias parceiras de produção da Apple.

Publicidade

Já falamos aqui sobre as consequências dos novos lockdowns na produção da Foxconn, maior fornecedora da Maçã — que, à época, não pareciam ser fortes a ponto de afetar a produção de iPhones. Agora, por outro lado, parece que a Apple começará, sim, a ser afetada pelas medidas de segurança aplicadas pelo governo chinês, como afirmou Ming-Chi Kuo.

Segundo o analista, os novos lockdowns na China estão começando a afetar a produção de iPhones. A Pegatron, segunda maior montadora dos smartphones da Maçã, já interrompeu suas linhas de produção em duas cidades (Xangai e Kunshan), e não deverá retomá-las no ritmo tradicional até o fim deste mês ou o início do próximo.

Em outros tweets, Kuo reforçou que a Foxconn (maior produtora de iPhones) não tem sido afetada da mesma forma e pode, ao menos a curto prazo, compensar a queda na produção de iPhones causada pela pausa da Pegatron. Num cenário mais otimista, no qual a Foxconn possa manter suas operações sem grandes abalos e o lockdown não perdure por muitos meses, o abalo no fornecimento de iPhones pode ser “breve e limitado”, segundo o analista.

Publicidade

Além disso, Kuo lembra que a Apple — por conta da sua ampla capacidade de negociação com fornecedoras e uma boa relação com o governo chinês — tem boas chances de minimizar quaisquer possíveis impactos de fornecimento causados por lockdowns na China.

Por outro lado, como nota o analista, é difícil dizer até quando durarão os lockdowns no país. Caso as taxas de contaminação da COVID-19 não diminuam e as medidas de segurança perdurem por muitos meses, o fornecimento de eletrônicos (incluindo produtos da Apple) poderá ser afetado para o segundo semestre de 2022, abalando inclusive vindouros lançamentos da Maçã.

Obviamente, é cedo para cravar quaisquer perspectivas. De qualquer forma, fica o alerta.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iOS 16

iOS 16 terá melhorias em notificações e design não mudará, diz Gurman

Próximo Artigo
Studio Display

Bug no update do Studio Display para o iOS 15.4 é corrigido

Posts Relacionados