O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Empregados em Apple Store
Sorbis / Shutterstock.com

Projeto de sindicato avança entre funcionários de Apple Store nos EUA

Na última segunda-feira (18/4), comentamos que alguns funcionários de Apple Stores nos Estados Unidos estavam planejando se sindicalizar, alegando “salários estagnados” e outras reivindicações.

Publicidade

Na ocasião, ficamos sabendo que trabalhadores de pelo duas lojas já estavam se preparando para formalizar o projeto, o qual foi mantido em segredo para evitar qualquer possibilidade de a Apple derrubar a iniciativa. Hoje, entretanto, o primeiro pedido de sindicalização parece ter sido finalmente realizado.

De acordo com informações da Bloomberg, 70% dos funcionários da Apple Cumberland Mall — loja localizada na cidade de Atlanta, capital do estado americano da Geórgia — assinaram cartas de apoio e planejam apresentar ainda hoje um pedido de eleição sindical ao Conselho Nacional de Relações Trabalhistas (NLRB, na sigla em inglês), formalizando a primeira campanha de sindicalização dos funcionários da Maçã. A iniciativa contempla 107 funcionários da loja.

Derrick Bowles, funcionário da loja e membro do comitê que organiza o projeto, confirmou as informações. Vale notar que a iniciativa já recebeu apoio do Communications Workers of America (o maior sindicato trabalhista de comunicação e mídia dos EUA) e ganhou o nome de “Apple Workers Union”.

Publicidade

Agora, eu acho, é o momento certo, porque simplesmente vemos o impulso mudando o caminho dos trabalhadores. Enquanto reavaliamos, percebemos que adoramos estar na Apple – e deixá-la não é algo que qualquer um de nós queira fazer. Mas melhorá-la é algo que gostaríamos de realizar.

Ainda de acordo com o veículo, os integrantes da iniciativa pretendem aumentar o salário-base pago pela Apple na loja de US$20 por hora para US$28/hora — o que, segundo os organizadores, é o “mínimo necessário para que um único funcionário pague um apartamento de um quarto sem ter problemas com o aluguel”.

Vale notar que, de acordo com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Massachussets Institute of Technology, ou MIT), essa reivindicação ainda está abaixo do salário mínimo praticado em Atlanta, hoje calculado em US$31 por hora.

A Bloomberg destaca que o pedido ainda precisa ser revisado pelo NLRB, que então então se encarregaria de promover uma audiência para analisar as reivindicações. No entanto, caso o pedido seja bem-sucedido, essa será a primeira vez que funcionários de Apple Stores se organizam em um sindicato.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Prevenção de Fraude Aprimorada no Apple Pay

Apple Pay ganha Prevenção de Fraude Aprimorada no Brasil e em outros países

Próximo Artigo
Marcar produtos no Instagram

Instagram privilegiará conteúdos originais; todos agora podem marcar produtos para venda

Posts Relacionados