O melhor pedaço da Maçã.

WhatsApp quer pagamentos com cartão de crédito no Brasil, mas enfrenta problemas

Segundo uma reportagem, as operadoras estão reticentes em relação a taxas e condições, enquanto o Banco Central está apertando nas exigências
Pagamentos no WhatsApp

No Brasil, o recurso de pagamentos entre pessoas físicas no WhatsApp parece não ter capturado a tração pretendida pela Meta até o momento, mas a gigante tem planos ainda mais ambiciosos e pretende expandi-lo, também, a empresas. O problema é que, de acordo com uma matéria recente do Financial Times, a empresa está enfrentando uma série de empecilhos para lançar a “próxima fase” da funcionalidade.

Publicidade

Explico. De acordo com a reportagem, a Meta pretende lançar no Brasil um novo recurso para a plataforma de pagamentos no WhatsApp, ainda inédito no mundo: a possibilidade de fazer pagamentos a empresas diretamente pelo mensageiro. No jargão financeiro, o recurso é conhecido como P2M (person-to-merchant, ou pagamentos de pessoas a estabelecimentos), em contraponto ao já existente P2P (person-to-person, pagamentos entre pessoas).

Desta forma, ao entrar em contato com um estabelecimento comercial cadastrado no WhatsApp Business, o usuário poderia escolher seus produtos, combinar a entrega e, dentro do próprio app, já realizar o pagamento — da mesma forma como hoje já pode enviar dinheiro a um outro contato. Com isso, a Meta aproximaria ainda mais o WhatsApp de um aplicativo de comércio eletrônico, ampliando as possibilidades de uso (e lucro) da plataforma.

A novidade, além de ampliar os cenários de uso do WhatsApp, também incluiria uma série de funcionalidades adicionais ao sistema de pagamentos do mensageiro: usuários poderiam usar cartões de crédito (na transferência entre pessoas, apenas débito é aceito), e empresas poderiam gerar códigos QR e outros elementos para facilitar as transações.

Publicidade

O lançamento do recurso no Brasil, segundo a matéria, seria uma espécie de teste da Meta para verificar sua viabilidade e seu potencial de lucro e, possivelmente, expandi-lo para outros mercados — algo importante num momento em que os principais produtos da gigante enfrentam problemas, e novas fontes de geração de receita são buscadas por Mark Zuckerberg e sua turma.

O problema é que, pelo visto, os pagamentos para empresas no WhatsApp também estão enfrentando barreiras próprias. Além de ainda estar aguardando aprovação do Banco Central do Brasil, a Meta estaria enfrentando dificuldades para fechar acordos com as operadoras de pagamento nacionais — nem a Cielo, responsável pelos pagamentos P2P do WhatsApp, nem concorrentes como a Rede ou a Getnet teriam mostrado interesse na parceria até o momento.

Segundo a reportagem, as operadoras consideraram as taxas propostas pela Meta como baixas, e os termos e condições apresentados pela empresa como “onerosos”, repassando às operadoras algumas responsabilidades legais que deveriam ser exclusivas da gigante californiana. De acordo com uma das fontes ouvidas pela matéria, esse é um dos obstáculos finais para o lançamento do recurso, que já está com a infraestrutura toda pronta: “O problema não é técnico, é contratual.”

Publicidade

O fato é que, para buscar a aprovação do Banco Central, o WhatsApp precisa fechar acordo com alguma parceira — ou, no caso, mais de uma: o órgão já declarou que não aprovará os pagamentos a empresas no app caso apenas uma operadora de pagamentos esteja envolvida, por preocupações relacionadas a concorrência.

Aguardemos, portanto — parece que a coisa ainda vai ter de se desenrolar um pouco mais antes de quaisquer novidades nesse sentido.


Ícone do app WhatsApp Messenger
WhatsApp Messenger de WhatsApp Inc.
Compatível com MacsCompatível com iPhones
Versão 24.12.78 (220.4 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

Ícone do app WhatsApp Business
WhatsApp Business de WhatsApp Inc.
Compatível com iPhones
Versão 24.12.78 (234.4 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Netflix perde assinantes e acelera plano de cobrar de quem compartilha logins

Próx. Post

Apple Watch terá Desafio do Dia Internacional da Dança em 29/4

Posts Relacionados