O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Por que a Apple não compra grandes empresas? Cook explica

Tim Cook na keynote do evento especial de setembro de 2020

Não é muito incomum ver grandes empresas adquirindo outras, movimento que já foi e continua sendo feito por gigantes como Microsoft, Amazon, Meta e até mesmo pela própria Apple — que comprou a Beats por um valor astronômico em 2014.

Publicidade

Mas como um dos grandes focos da Maçã atualmente está em serviços, muita gente tem questionado o porquê de a companhia mais valiosa do mundo não adquirir (ou não ter adquirido no passado) grandes marcas desse setor.

Se antes não tínhamos uma resposta “oficial” para este questionamento, o próprio Tim Cook finalmente esclareceu a razão de a Apple não estar interessada em adquirir outras grandes empresas.

A resposta veio após uma questão feita durante a apresentação dos ganhos do segundo trimestre fiscal de 2022 da Maçã. O autor da pergunta destacou que os milhões de dólares que a empresa tem em mãos tornaria tais aquisições perfeitamente possíveis e colocaria Cupertino como uma potencial compradora de gigantes como a Netflix ou a Peloton.

Não descartando uma possível compra no futuro, Cook destacou que o grande foco da Apple é incorporar propriedades intelectuais e novos talentos — o que é possível encontrar em empresas menores e startups.

Publicidade

Estamos sempre procurando empresas para comprar. Adquirimos muitas empresas menores e continuaremos fazendo isso e incorporando talentos. Não descartamos algo maior se a oportunidade se apresentar.

A afirmação de Cook faz sentido, visto que a empresa vem mesmo investindo em pequenos negócios caso veja neles algum potencial.

No ano passado, por exemplo, aconteceu por parte da Maçã a compra do Primephonic, um aplicativo de streaming dedicado a música clássica. A empresa, de capital fechado, contava apenas com algumas dezenas de funcionários.

Publicidade

Muita gente não entendeu o investimento, visto que a empresa não era nem um pouco conhecida, mas acredita-se que a Maçã pretende usá-lo, por exemplo, para aprimorar o algoritmo de descobertas e recomendações do Apple Music.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Serviços da Apple

Serviços da Apple chegam a 825 milhões de assinantes

Próximo Artigo
Mac e iPhone

Macs e iPhones tiveram número recorde de novos usuários no 2º trimestre fiscal da Apple

Posts Relacionados