O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Teste revela imprecisão do Monitor de Atividade no Apple Silicon

Apple Silicon

O utilitário Monitor de Atividade (Activity Monitor) do macOS pode ser uma mão na roda para quem curte monitorar vários aspectos de sua máquina, como o consumo de CPU1, memória (RAM2 ou unificada), disco, rede e, no caso de MacBooks, bateria.

Publicidade

De acordo com o The Eclectic Light Company, entretanto, o utilitário parece estar sofrendo com alguns problemas de confiabilidade nos últimos tempos, o que tem afetado a exibição das informações referentes à CPU e ao seu consumo de energia. Esse fenômeno, entretanto, parece ser exclusivo de Macs equipados com chips da família Apple Silicon.

Mais especificamente, o utilitário tem acusado, em muitos casos, que apps rodando apenas em núcleos de eficiência estão consumindo mais energia do que softwares empurrados pelos núcleos de desempenho. Essa informação é um tanto contraditória, já que os núcleos de eficiência, como o próprio nome sugere, são projetados justamente para consumir menos energia.

Em um teste conduzido pelo veículo, o Monitor de Atividade indicou que os 8 núcleos de desempenho de um Mac Studio equipado com o chip M1 Max estavam mantendo um valor energético de 800, com um total  5.280 unidades usadas (ou 660 por thread). Ao mesmo tempo, os núcleos de eficiência sustentaram um valor energético de 194, com um total de 7.838 unidades consumidas (ou 980 por thread).

Publicidade

Esse valores, contudo, não batiam com os números exibidos pelos softwares utilizados nos testes, os quais deram ampla vantagem para os núcleos de desempenho. Em um teste específico, os 8 núcleos de desempenho do M1 Max completaram uma tarefa em 6,6 segundos, enquanto os núcleos de eficiência terminaram em bem maiores 40,4 segundos — mesmo tendo consumido mais energia.

Segundo o relatório do teste, o Monitor de Atividade não consegue distinguir núcleos idênticos operando em uma frequência fixa ou núcleos diferentes operando em frequências variáveis, o que acaba causando a confusão.

Ademais, o utilitário também parece ter problemas na hora de informar a carga entre os núcleos, já que durante os testes ele indicou que os dois núcleos de eficiência estavam usando a mesma quantidade de energia ao rodar quantidade diferentes de código.

Publicidade

Ainda não se sabe quando a Apple deverá consertar o Monitor de Atividade, já que, como notado pelo veículo, ele está praticamente inalterado desde a introdução do Apple Silicon. Por fim, a forma como o utilitário exibe as informações pode variar bastante dependendo do modelo do chip que equipa o computador em questão.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Dr. Dre

Curiosidade: vazamento do acordo com a Apple fez a Beats perder US$200 milhões

Próximo Artigo
Nikolaj Coster-Waldau

Nikolaj Coster-Waldau fará parte de nova série do Apple TV+

Posts Relacionados