O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Diretor de ML da Apple pede demissão por volta aos escritórios

Ian Goodfellow criticou a política da empresa e disse que sua equipe precisaria de mais flexibilidade no retorno
Ian Goodfellow

Quem tem a memória mais aguçada possivelmente se lembrará da chegada de Ian Goodfellow à Apple, em 2019. O profissional deixou o Google para tornar-se diretor de aprendizado de máquina (machine learning, ou ML) em Cupertino e rapidamente tornou-se um dos principais nomes da empresa na área… até agora.

Publicidade

De acordo com a jornalista Zoë Schiffer, do The Verge, Goodfellow pediu demissão recentemente da Apple. E não, não foi por nenhum convite de uma outra empresa ou para fundar sua própria companhia: o diretor saiu por não concordar com a política de retorno ao trabalho presencial da Maçã.

Em uma nota enviada aos seus colegas, Goodfellow afirmou que “acredita fortemente que mais flexibilidade seria a melhor política” para o retorno da sua equipe aos escritórios. Segundo Schiffer, o diretor era o especialista em aprendizado de máquina mais citado da Apple atualmente — ou seja, um talento que certamente fará falta às ambições da Maçã.

As diretrizes de retorno ao trabalho presencial da Apple, como se sabe, têm sido alvo de críticas dentro da própria empresa. A Maçã definiu um regime híbrido progressivo, no qual os funcionários voltariam aos escritórios inicialmente por um ou dois dias na semana, aumentando a carga horária presencial ao longo de alguns meses — uma política considerada mais rígida do que a de concorrentes como o Google e a Meta, que chegaram a instituir o trabalho remoto como opção definitiva para algumas equipes.

Publicidade

O grupo Apple Together, composto por funcionários da empresa, publicou recentemente uma carta aberta criticando as diretrizes da Maçã, apontando que o plano de retorno ao trabalho presencial não levou em conta as necessidades de cada equipe e poderá diminuir a (tão duramente cultivada) diversidade no seu quadro de empregados.

Uma pesquisa da Blind, enquanto isso, demonstrou que 56% dos funcionários da Maçã estão procurando emprego em outro lugar — número potencializado pela insatisfação com o retorno ao trabalho presencial, segundo a firma. E já falamos aqui sobre a ocasião na qual a Apple tentou derrubar canais no seu Slack que, entre outros assuntos, falavam sobre o trabalho remoto e a volta aos escritórios.

Vejamos, portanto, se a saída de Goodfellow manterá os planos da Maçã ou se a empresa tomará medidas para evitar a perda de mais talentos.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Mulher usando um iPhone

Apple teria considerado novo serviço de compras de alimentos

Próximo Artigo
Ícone do iCloud Drive

Apple finda migração do Documentos e Dados pro iCloud Drive

Posts Relacionados