O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone e cabo Lightning/USB-C
charnsitr / Shutterstock.com

Mark Gurman também aposta em “iPhones 15” com USB-C

Nesta semana, falamos aqui sobre a previsão do analista Ming-Chi Kuo em torno da implantação da entrada USB-C em iPhones (possivelmente) no ano que vem. Agora, o repórter Mark Gurman, da Bloomberg, foi quem veio para corroborar essas informações.

Publicidade

Segundo ele, a Apple está testando “futuros modelos de iPhone que substituem a atual porta de carregamento Lightning pelo conector USB-C”, uma medida que, como antecipamos, poderá ajudar a empresa a se adequar a possíveis novas regulamentações europeias.

Além de testar modelos com porta USB-C nos últimos meses, Gurman disse que a Apple também está trabalhando em um adaptador o qual permitirá que tais iPhones funcionem com acessórios projetados para o conector Lightning. Contudo, ele alerta que, se a Maçã realmente prosseguir com a mudança, isso ocorreria, no mínimo, em 2023 — ou seja, com os “iPhones 15”.

Ao mudar para o USB-C, a Apple simplificaria a coleção de carregadores usados por seus vários dispositivos. A maioria dos iPads e Macs já conta com USB-C em vez de Lightning. Isso significa que os clientes da Apple não podem usar um único carregador para seus iPhones, iPads e Macs – uma configuração estranha, dada a propensão da Apple à simplicidade. Os carregadores sem fio para iPhone e Apple Watch também usam um conector USB-C para seus adaptadores de energia.

Os novos conectores também seriam compatíveis com muitos carregadores existentes para dispositivos que não são da Apple, como telefones e tablets Android. Gurman, porém, também ressalta que mudança viria com “compensações”, podendo criar confusão entre os consumidores.

Publicidade

Nesse sentido, a maioria dos acessórios da Apple – incluindo AirPods, o Siri Remote, a Bateria MagSafe e o carregador MagSafe Duo – ainda usa a entrada Lightning. Há também uma ampla variedade de acessórios de terceiros, como carregadores, adaptadores e microfones externos, que usam o conector existente.

Por falar nisso, Gurman enfatiza que a mudança “diminuiria o controle da Apple sobre o mercado de acessórios para iPhone”. Mais precisamente, a Apple obriga os fabricantes de acessórios a pagar para usar o conector Lightning e participar de um rigoroso processo de aprovação. Já o USB-C é um padrão usado por muitos fabricantes de dispositivos de consumo, tornando menos provável que ela exerça seu nível atual de controle.

Com relação ao projeto de lei europeu, Gurman aponta que Apple poderia criar uma versão do iPhone para a Europa que seja compatível com o padrão de entrada definido e manter a porta Lightning em outras regiões — no entanto, ele atenta que ter várias versões do mesmo iPhone com conectores diferentes “provavelmente traria ainda mais confusão, além de dores de cabeça na cadeia de suprimentos”. Ademais, não está claro se a Apple ainda poderá abandonar a mudança para o USB-C se a lei europeia não for para frente.

O fato é que, agora, são duas grandes fontes apontando para a mesma direção.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Capitólio dos Estados Unidos

EUA: senador quer criar comissão federal para vigiar Big Techs

Próximo Artigo

Apple TV+ anuncia sua programação infantil para a temporada

Posts Relacionados