O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

AppleCare+ para os novos MacBooks Pro

AppleCare+: reparo de Macs teria limite de peças danificadas

Já falamos várias vezes aqui no MacMagazine sobre as vantagens de se ter o AppleCare+, modalidade de garantia de Maçã que, além de estender o período de cobertura dos produtos, também inclui a possibilidade de reparar os produtos em caso de dano acidental (duas trocas por ano) mediante pagamento de uma taxa — que, no Brasil, não é cobrada por alguma burocracia não explicada.

Publicidade

Entre os danos cobertos pelo programa, estão aqueles causados por contato com líquidos — coisa que não faz parte da garantia convencional dos aparelhos da Apple.

O problema é que uma parte específica dos termos de uso do AppleCare+ de Macs deixa essa cobertura muito subjetiva, veja só:

Eis o que está escrito, em tradução livre nossa:

Publicidade

A Apple não fornecerá Serviço de Hardware ou Serviço de ADH [Danos Acidentais de Manuseio] nas seguintes circunstâncias:

[…] (d) para reparar danos, incluindo danos físicos excessivos (por exemplo, produtos que foram esmagados, dobrados ou submersos em líquido), causados por conduta imprudente, abusiva, intencional ou qualquer uso do equipamento coberto de uma maneira não normal ou pretendida pela Apple;

Essa parte gera polêmica justamente por ser muito subjetiva, afinal, como a Apple sabe que uma pessoa submergiu o notebook de propósito ou derrubou uma garrafa de água em cima do teclado sem querer?

Matheus Kise, YouTuber e leitor do MM, passou por um problema relacionado a isso ao derrubar um copo d’água em seu computador num momento de descuido. Inicialmente, a Apple (mais precisamente, um Centro de Serviço Autorizado) recusou o reparo do seu MacBook Pro de 13″ M1 alegando que ele ficou com muitas peças danificadas ao entrar em contato com um líquido, mesmo tendo sido um acidente.

Mais especificamente, os funcionários da assistência que o atenderam disseram que o AppleCare+ cobre um limite máximo de apenas quatro peças danificadas por líquidos, enquanto o notebook dele tinha cerca dez peças afetadas — o que acabou resultando na recusa do reparo. Ao ligar para o suporte da Maçã para entender melhor o caso, Kise voltou a ouvir a mesma justificativa. 😳

Publicidade

Essa confusão toda motivou o YouTuber a abrir uma reclamação contra a empresa em um portal. Logo após, ele decidiu enviar o seu MacBook Pro diretamente à Apple Morumbi (loja da empresa em São Paulo), onde, aí sim, recebeu um tratamento completamente diferente.

Cheguei a registrar uma reclamação no consumidor.gov.br e obtive retorno do órgão informando que a Apple estaria disposta a “reavaliar o caso”… nesse meio tempo, eu ja tinha pedido pro meu amigo levar o Mac à Apple Morumbi, e acredito que isso não teve nenhuma interferência no reparo que se concretizou no domingo, 8 de maio!

Curiosamente, após ser entregue na loja, o MacBook Pro de Kise teve quase todas as suas peças trocadas, ultrapassando com folga o limite de quatro componentes alegado pela assistência técnica e pela própria Apple (por telefone).

Apesar do final feliz, o caso dele chama atenção justamente por envolver uma recusa aparentemente inédita, já que, em episódios parecidos, a Apple costumar realizar o reparo ou a troca dos aparelhos sem muito alarde — mesmo em situações ainda mais severas, com um número de peças danificadas consideravelmente maior.

A edição mais recente dos termos de uso do AppleCare+ para Macs, publicada em 8/3, não cita nenhum limite de peças para seus reparos. O documento pode ser acessado na íntegra nesse PDF.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Anker 563 USB-C Docking Station (10-in-1)

Novo dock da Anker permite burlar limitação de Macs M1

Próximo Artigo
James D'Arcy

Elenco de "Constellation", do Apple TV+, terá James D'Arcy

Posts Relacionados