O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple trabalha em headset com diretores de Hollywood… para 2023?

Headset de realidade aumentada/virtual
Shutterstock.com

O famoso analista Ming-Chi Kuo, que tem ótimas relações com fornecedores da Apple, já havia cantado a pedra de que o tal headset de realidade aumentada/virtual da empresa não será apresentado — nem mencionado — durante a Worldwide Developers Conference (WWDC) 2022, que acontecerá a partir da próxima segunda-feira. O jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, também concordou com Kuo.

Publicidade

Agora, o New York Times chegou para corroborar essa informação. De acordo com eles, o novo produto da Maçã só será lançado em 2023. Mais do que isso, o jornal novaiorquino afirmou que a Apple está trabalhando com diretores de Hollywood, como por exemplo Jon Favreau (“Homem de Ferro”, “Chef”), na criação de conteúdo de vídeo para o tal dispositivo.

Falando especificamente de Favreau, o diretor já tem uma relação com a Apple, visto que é produtor da série “Planeta Pré-histórico” (olha ele aí no meio da foto abaixo).

Ainda segundo o jornal, Favreau estaria trabalhando para adaptar a série animada do Apple TV+ pro headset, que se parece com goggles (aqueles óculos para esquiar), para tirar proveito de toda a interação que a realidade aumentada/virtual oferece.

Publicidade

Ainda que o lançamento do dispositivo tenha supostamente ficado para 2023, muitos acreditavam na ideia de que poderíamos ver algo sobre ele — principalmente sobre o seu sistema operacional e sobre ferramentas de desenvolvimento — já na WWDC22. De acordo com o NYT, a empresa planeja mesmo mostrar essas ferramentas de software (que permitiriam novas funcionalidades de câmera e voz, focadas em uma interação sem as mãos) em algum momento — só não se sabe se na WWDC, já que falar disso agora, em junho, pode ainda ser muito cedo.

No mais, o jornal também comentou que a Apple contratou Mike Rockwell (engenheiro da Dolby Technologies), que ficaria justamente responsável pelo headset, dizendo ainda que os esforços iniciais para criar o produto foram prejudicados pelo fraco poder de computação, e que o culpado pelo adiamento do lançamento foram os desafios contínuos com desempenho energético.

O projeto do headset, inclusive, teria gerado atrito e preocupações em alguns dentro da empresa. Pelo menos dois membros da equipe de design industrial da Maçã teriam deixado a empresa motivados, de alguma forma, por preocupações com o desenvolvimento de um produto que poderia mudar a maneira como as pessoas interagem entre si. 😳

Fica, agora, a pergunta: mesmo chegando em 2023, será que veremos algo por agora sobre o produto? E essa preocupação de mudar a maneira como as pessoas interagem entre si… será que o produto será tão revolucionário assim a ponto de promover algo dessa magnitude?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Conceito de MacBook Air de 15" - modelo em RA

Mark Gurman não espera headset na WWDC22, mas MacBook Air é bem possível [atualizado]

Próximo Artigo
Filme - Missão Resgate

Filmes da semana: compre "Missão Resgate", com Liam Neeson, além de vários outros títulos por R$9,90!

Posts Relacionados