O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Interface multitelas do CarPlay no iOS 16

Novo CarPlay deverá ser mais “car” do que “play”

Ontem, na keynote de abertura da WWDC22, a Apple apresentou novidades futuras, de maneira propositalmente vaga, do que será o CarPlay a partir de 2023.

Publicidade

Esse recurso teve início em 2014 e, como diz o nome, é uma maneira de integrar aplicativos do iPhone — ligando-o com um cabo Lightning ou sem fios (se suportado) —, como Mapas e Música, ao carro. Assim, é possível visualizar esses apps no painel, sem precisar pegar o iPhone e de maneira mais harmônica.

Com o que vimos ontem, é possível entender que a ideia agora é expandir o território conquistado. Como dito na apresentação, 98% dos carros vendidos nos Estados Unidos têm suporte ao CarPlay. Além disso, 79% dos consumidores americanos, segundo a Apple, só consideram comprar veículos que tenham a função embutida.

Ou seja, já que a solução é algo que visivelmente conquistou os usuários, a empresa está buscando aprofundar o significado do CarPlay. Desta maneira, mais do que apenas play — leia-se, tocar música, exibir mensagens e mostrar mapas —, as prévias mostram que a Maçã quer dominar o car — isto é, também estar presente nas demais áreas de software que fazem um carro funcionar.

Como podemos ver nas imagens exibidas pela Apple, o CarPlay irá para todas as telas do carro. Ele, primeiro, incorporará demandas típicas de qualquer veículo, como velocímetro, nível de combustível e afins. Além disso, também unirá a essas informações outras menos comuns em carros, como previsão do tempo, bússola, calendário, etc., que são de uso mais frequente em smartphones.

A Apple afirmou que o usuário terá um alto nível de personalização, o que lembra a lógica dos smartphones. Poder-se-á, então, instalar os aplicativos que desejar, adicionar os widgets que mais fazem sentido para cada pessoa e organizá-los como se quiser, tal qual se faz no iPhone, por exemplo.

É válido ressaltar que essa não é uma ideia nova. Ainda no ano passado, já havia rumores de que o CarPlay poderia controlar ar-condicionados, assentos e rádio. E foi justamente essa a ideia apresentada na WWDC22. Além disso, o Google também está desenvolvendo uma ideia parecida, de modo a aumentar a concorrência.

Publicidade

Como o pleno funcionamento da funções apresentadas exige um grande nível de integração com os carros (inclusive com seu núcleo central), a Apple já anunciou marcas que contarão com o CarPlay ampliado, com quem já deve haver bastante trabalho de bastidores. Elas incluem Ford, Mercedes-Benz, Honda, Jaguar, Land Rover, Audi, Nissan, Volvo e Porsche. A promessa é que o novo sistema comece a ser disponibilizado em linhas de veículos a partir de 2023.

O projeto nos dá uma espécie de “sneak peek” do que temos ouvido há anos sobre um projeto de carro autônomo da Apple — o famoso “Projeto Titan”, dentro de Cupertino. Pelo visto, ao menos uma parte dessa iniciativa já está pronta para chegar às mãos de consumidores no ano que vem.

Publicidade

Resta saber, ainda, como ficará a situação no Brasil. Existem diversos carros que funcionam com o CarPlay atual, cujo desenvolvimento é muito mais simples. Vamos aguardar e ver se a Apple trabalhará para termos essas funções mais avançadas por aqui e, em caso positivo, quanto tempo vai demorar para isso chegar aos consumidores, bem como quantos poderão desfrutar da função.

Ansioso para controlar o ar-condicionado pelo CarPlay? 🥶

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
macOS Ventura com o Safari 16 e Chaves-senha (Passkey)

Chaves-senha: recurso da Apple pretende aposentar as senhas

Próximo Artigo
Jogo Resident Evil: Village no Mac

Apple anuncia jogos "AAA" para Macs junto ao Metal 3

Posts Relacionados