O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Hadrian / Shutterstock.com
AirTag monitorando carro

Polícia usa AirTag para localizar e prender bandido procurado

Em um outro caso, com fim bem mais mórbido, uma mulher usou o rastreador para localizar e matar o seu namorado

A essa altura, já nos acostumamos em ver o AirTag como protagonista de histórias de todos os tipos envolvendo crimes, perseguições ou simplesmente descobertas curiosas — algumas delas boas, outras ruins. Recentemente, o rastreador da Maçã esteve envolvido em duas notícias do tipo.

Publicidade

A primeira delas ocorreu em Charlotte (Carolina do Norte) e foi relatada pelo WRAL: a polícia da cidade conseguiu prender um bandido com longo histórico de roubos e outros crimes depois que o suspeito furtou uma mochila com um AirTag dentro dela.

O caso ocorreu no início desta semana. Após ter sua mochila (e AirTag) roubada, o usuário do rastreador recorreu à polícia e, junto aos agentes, utilizou o app Buscar (Find My) para localizar o bandido. Os policiais seguiram até a localização indicada pela plataforma e abordaram o suspeito na entrada da sua casa, identificando-o como Javiere Green — ele já tinha longo histórico de crimes na região, com cinco prisões anteriores por roubos, invasões a veículos e posse ilegal de armas.

Abordado, Green tentou fugir em seu carro e deu início a uma perseguição, rapidamente vencida pelos policiais. Ele foi preso e acusado de mais uma série de crimes; agora, aguardará o julgamento sob custódia.

Assassinato

Enquanto a história acima terminou bem (menos para o ladrão, obviamente), o outro caso recente envolvendo o AirTag é bem mais mórbido. Como informou o IndyStar, uma mulher em Indianápolis (Indiana, EUA) usou o rastreador da Maçã para localizar o suposto namorado e atropelá-lo diversas vezes, matando-o.

Publicidade

A criminosa, Gaylyn Morris, de 26 anos, disse a uma testemunha que usou um AirTag e um dispositivo de GPS para seguir Andre Smith, também de 26 anos. Morris afirmou que Smith era seu namorado e ela suspeitava que ele estivesse a traindo com outras mulheres.

Ao encontrar Smith num bar com outra mulher, Morris ameaçou a dupla com uma garrafa, e os três foram orientados a deixar o recinto. No estacionamento, Morris deu partida em seu carro e atingiu Smith; ela deu ré e passou por cima da vítima mais duas vezes. Quando a polícia chegou ao local, ele já estava morto.

Publicidade

Morris foi imediatamente presa e acusada de assassinato, mas a procuradoria local ainda está estudando o caso para fazer as denúncias definitivas. Ela aguarda o julgamento em custódia. Que horror.

via 9to5Mac, AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone com resumo do Apple Pay Later no iOS 16

Apple Pay Later é gerenciado por subsidiária própria da Maçã

Próximo Artigo
Jogo Hidden Folks

Promoções na App Store: Hidden Folks, Date Memos, Icon Plus e mais!

Posts Relacionados