O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Telegram
DenPhotos / Shutterstock.com

Telegram confirma que versão paga será lançada neste mês

Após rumores e vários indícios, o CEO1 do Telegram, Pavel Durov, confirmou hoje que uma versão paga da plataforma será lançada no final deste mês — mas que isso não gerará quaisquer “alterações negativas nos recursos existentes para usuários não pagantes”.

Publicidade

De fato, Durov ressaltou que os usuários fora da versão premium não só continuarão usando o mensageiro como sempre fizeram, mas também se beneficiarão ao poder acessar livremente certos recursos premium, como a capacidade de visualizar documentos grandes, mídias e adesivos enviados por assinantes.

O executivo afirmou que a mudança visa responder à demanda de usuários por recursos mais avançados — sem que isso “destrua a capacidade do Telegram de sustentar um serviço gratuito para todos”. Durov também comentou que os assinantes da versão premium poderão receber novos recursos da plataforma em primeira mão, antes do lançamento para todos.

Detalhes exatos do que os usuários pagantes receberão — e quanto custará — não foram divulgados, ainda; nos últimos dias, entretanto, indícios na versão beta do Telegram sugeriram que essa versão poderá incluir recursos como maior tamanho de upload de arquivos, velocidades de download mais rápidas, conversão de voz para texto, adesivos premium e bate-papo com recursos de gerenciamento avançados por US$5 mensais.


Ícone do app Telegram Messenger
Telegram Messenger de Telegram FZ-LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 8.8.3 (215.8 MB)
Requer o iOS 9.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Telegram
Telegram de Telegram Messenger LLP
Compatível com Macs
Versão 8.8.1 (83.1 MB)
Requer o macOS 10.11 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

via Thássius Veloso, TechCrunch

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
M1 PACMAN vulnerabilidade

Macs M1 têm vulnerabilidade que não pode ser corrigida

Próximo Artigo
Tim Cook

EUA: Tim Cook pede que Senado siga com lei pró-privacidade

Posts Relacionados