O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Spotify e Apple Music
nikkimeel / Shutterstock.com

Inflação faz serviços de música perderem assinantes, indica pesquisa

Uma nova pesquisa divulgada nesta semana pela Kantar Research apontou uma queda considerável no número de assinaturas ativas de serviços de streaming de músicas. De acordo com os dados, só no Reino Unido, mais de 1 milhão de usuários cancelaram suas inscrições no último trimestre.

Publicidade

Mais precisamente, o número de britânicos com acesso a algum serviço como o Apple Music caiu de 43,6%, no mesmo período de 2020, para 39,5% em 2022. A inflação e o aumento do custo de vida no país europeu estão entre os principais motivos para essa queda.

Com a inflação subindo para 9% no Reino Unido e novos aumentos esperados para o custo de vida, o crescimento das taxas de cancelamento de assinaturas é a prova de que as famílias britânicas estão começando a priorizar o gasto da sua renda disponível.

Esse fenômeno, segundo a firma de pesquisas, é ainda mais perceptível entre usuários mais jovens, abaixo dos 35 anos de idade. Das mais de 1 milhão de assinaturas canceladas, cerca de 600 mil fazem parte desse público.

Também houve uma queda no número de estudantes que assinam algum serviço desse tipo no Reino Unido, com as taxas saindo de 67%, em 2021, para 59% em 2022. Tanto o Apple Music quanto o Spotify, vale lembrar, oferecem descontos para universitários.

Embora questões econômicas apareçam como as principais culpadas por essa aparente crise, uma porcentagem menor, mais ainda significativa dos entrevistados, relatou ter cancelado sua assinatura por dificuldades técnicas, pela oferta limitada de músicas ou pelo excesso de propagandas nas plataformas.

Apesar desse revés, durante o primeiro trimestre de 2022, o número de assinantes do Apple Music ainda conseguiu crescer 12,4% no Reino Unido, 6,4% na Alemanha, 11,3% na Austrália e 9,7% nos Estados Unidos. O Spotify, por sua vez, cresceu 22,1% no Reino Unido, 26,4% na Alemanha, 42,6% na Austrália e 14,1% nos EUA.

Publicidade

O Apple Music conta com um catálogo de mais de 90 milhões de músicas e 30 mil playlists — muitas delas com suporte a Áudio Espacial (Dolby Atmos) e em altíssima definição, com áudio Lossless. No Brasil são três tipos de assinatura: Universitária (R$11,90/mês), Individual (R$16,90/mês) e Familiar (R$24,90/mês). Caso você não seja um assinante, pode testar o serviço de forma gratuita por um mês. Ele também faz parte do pacote de assinaturas da empresa, o Apple One.


Ícone do app Música
Música de Apple
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 2.6 (1.9 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Shein política de frete grátis iOS e Android

Shein cobra mais no iOS do que no Android em fretes

Próximo Artigo
Anker 535 USB-C Hub 5 em 1 para iMac

Anker lança hub USB-C 5-em-1 para iMacs

Posts Relacionados