O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Hadrian / Shutterstock.com
iPhones 13

Apple ficou com 62% do mercado de smartphones premium no 1º trimestre

E depois de o iPhone 13 ser o smartphone mais vendido do mundo no primeiro trimestre do ano, mais boas notícias para a Apple! Segundo a Counterpoint Research, a Maçã dominou o segmento premium (modelos acima de US$400) no início do ano. Precisamente, 62% dos aparelhos desse mercado no período foram da empresa, com o iPhone 13 em primeiro lugar.

Publicidade

No geral, o começo deste ano não foi um bom momento para o mercado de smartphones, que diminuiu 10% em relação ao mesmo período do ano passado — nem para o segmento premium, o qual registrou números 8% menores quando comparados com os do primeiro trimestre de 2021. A situação, porém, está boa para a Apple: a empresa teve o melhor resultado para essa época do ano desde o início de 2017, com o iPhone 13 sendo o smartphone com o maior número de vendas desde outubro de 2021.

Em comparação ao ano passado, a Apple viu sua participação no mercado subir de 57% para 62%. Já a Samsung diminuiu de 18% para 16%, com atrasos no lançamento do Galaxy S22 — embora a Counterpoint tenha afirmado que a linha da sul-coreana esteja indo bem. A chinesa Huawei amargou um decréscimo de 9% para 3% de marketshare, com inclusive a Apple capturando parte desses consumidores.

O gráfico abaixo mostra a transformação do mercado do primeiro trimestre de 2021 para o mesmo período de 2022:

A lista do cinco smartphones premium mais vendidos do primeiro trimestre de 2022 é dominada pela Apple. Temos, em primeiro lugar, o iPhone 13 (com 23%), seguido pelos modelos 13 Pro Max (13%), 13 Pro (9%), e 12 (8%). Em quinto lugar apareceu o Galaxy S22 Ultra, com apenas 3% de participação no segmento. Como lembrou o AppleInsider, a ausência do iPhone 13 mini por aqui deve também estimular o fim desse modelo.

Publicidade

No segmento super premium — composto por aparelhos que custam mais de US$1.000 —, a história não foi muito diferente. Os iPhones 13 Pro e 13 Pro Max abocanharam mais de dois terços das vendas desse mercado, que tiveram um crescimento de 164% em relação ao mesmo período em 2021.

O interessante é que os smartphones mais caros são também a fatia do mercado com crescimento mais rápido. Na China, 20% de todas as vendas são de superpremiums, onde também os usuários da grande base existente da Huawei são importantes para outras marcas se expandirem. A Counterpoint lembrou, ainda, que mercados emergentes como América Latina e Índia vêm ganhando importância para esse segmento.

Publicidade

Algo igualmente importante observado pelo Cult of Mac é que o mercado dominado pelos Androids é também o que a Apple não participa: o de smartphones básicos. Todos os iPhones, ao menos no lançamento, são smartphones premium, com preços acima de US$400. Isso torna a interpretação dos dados um pouco mais complexa, já que é natural que outras marcas não dominem o segmento dos mais caros, além de tornar mais provável consumidores da Apple pagarem mais em aplicativos e acessórios.

Ainda assim, é inegável como o iPhone mantém sua participação entre os smartphones premium e no mercado em geral. Ao passo que é bom para a Apple, também “sobe o sarrafo” para manter essa marca com os próximos lançamentos, como o suposto “iPhone 14” — sobre o qual já acompanhamos vários rumores.

iPhones 13 Pro e 13 Pro Max iPhones 13 e 13 mini

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
"Trying"

Trailer da 3ª temporada de "Trying", do Apple TV+, é lançado

Próximo Artigo
iPhone 13

Distribuidora da Apple agora vende iPhones usados no Brasil

Posts Relacionados