O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Raycast logo

Expanda as ferramentas de pesquisa do Mac com o Raycast

Acha o Spotlight limitado? Essa pode ser uma boa alternativa!

É verdade que a Apple tem trabalhado ativamente nos últimos anos para melhorar o Spotlight — sua ferramenta de pequisa para documentos, informações e apps no macOS. Mesmo assim, há quem ainda considere o recurso um tanto limitado e opte por alternativas de terceiros para ter acesso a um número ainda maior de itens com apenas um busca rápida.

Publicidade

Uma dessas soluções a ganhar bastante atenção nos últimos tempos foi o aplicativo Raycast, que assim como o Spotlight ou o popular Alfred, também dá acesso a uma vasta de lista de itens (presentes ou não na máquina) de forma rápida. Entretanto, ao contrário da solução criada pela Maçã, o aplicativo se diferencia por trazer uma experiência bem mais personalizável.

Além de coisas mais básicas como realizar uma pesquisa no Google, abrir um aplicativo específico ou procurar um documento, o Raycast também permite realizar operações matemáticas, converter moedas/horários e mais. É possível, até mesmo, redimensionar qualquer janela aberta pelo usuário apenas com comandos do teclado — tudo isso sem precisar abrir um segundo aplicativo.

Todos os 20 comandos de teclado do Raycast podem ser editados pelo usuário, que também pode criar novos dependendo da necessidade. Esses comandos, além de acelerar as pesquisas, também desbloqueiam novas opções para cada item exibido — algo especialmente útil se você não conseguir encontrar o que queria de primeira.

Um dos grandes diferenciais do Raycast quando colocando ao lado do Spotlight, da Apple, é o seu suporte para extensões, capazes de expandir ainda mais as suas funcionalidades. A loja oficial de extensões do Raycast conta com ferramentas para serviços como 1Password, Amazon AWS, YouTube e Spotify.

Publicidade

É possível personalizar desde a aparência do aplicativo — que também traz suporte para o Modo Escuro (Dark Mode) do macOS — até coisas como o motor de buscas preferido (Google, DuckDuckGo, Bing, etc). Além disso, o Raycast também aprende com os hábitos do usuário e personaliza as buscas de acordo com os apps mais usados.

Ao contrário de outras opções como o Alfred, por exemplo, todas as ferramentas do Raycast estão disponíveis gratuitamente para uso pessoal — embora uma versão paga para equipes esteja em desenvolvimento.

Publicidade

O Raycast requer uma máquina com o macOS 10.15 ou superior instaldo. O download do aplicativo pode ser feito pelo site oficial.

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Closed captions no Twitter

Twitter agora tem botão para ativar closed captions (CC)

Próximo Artigo
Apple TV+

Apple TV+ tem taxa de acertos maior do que Netflix nos EUA

Posts Relacionados