O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Washing Machine é um utilitário que faz uma “lavagem” completa no Mac

Trata-se de uma boa opção para quem quer realizar uma limpeza completa no macOS, deixando-o como novo!
Intego Mac Washing Machine
ITIGIC

Recentemente, nós fizemos um comparativo entre o Washing Machine X9 e o CleanMyMac X, ambos aplicativos que têm como finalidade principal realizar uma limpeza completa no seu Mac, bem como ações que o deixarão mais leve e rápido.

Publicidade

Muita gente ficou curiosa a respeito do app da Intego, visto que ele custa bem menos que o valor cobrado pelo CleanMyMac X — que é um ótimo app, obviamente —, mesmo oferecendo os principais recursos para quem quer manter a saúde do computador em dia.

Desenvolvido por uma empresa que está no mercado desde 1997, o Washing Machine foi testado em vários Macs nos laboratórios da Intego e é capaz de liberar, em média, 3GB de espaço em disco, bem como diminuir o tempo de inicialização do macOS em 30% e de melhorar o desempenho de apps em até 3 vezes.

Dito isto, vamos nesta publicação vamos apresentar melhor o Intego Washing Machine X9, bem como detalhar algumas das suas funcionalidades — para que você saiba tudo antes de adquirir uma licença dele.

Publicidade

Então, vamos lá?!

Interface

Vamos começar por um ponto que, mesmo não sendo de crucial importância para algumas pessoas, é para outras: a interface. Como o próprio nome já indica, o Washing Machine foi projetado para funcionar como uma máquina de lavar — e essa diretriz também se estende ao seu visual.

É exatamente isso que vemos na tela de boas-vindas do software, a qual conta com uma imagem de uma máquina de lavar que apresenta, na parte superior, três opções básicas denominadas como “ciclos”: Reclaim, Duplicates e Organize.

Apesar de parecer um pouco antiquado à primeira vista, trata-se de uma interface até amigável — se observarmos bem o conceito, é bastante coerente com a proposta oferecida pelo software para os usuários.

Ao entrar em uma das opções descritas, novas opções aparecerão com novos menus e submenus. A “máquina” de lavar — antes vazia e desligada — será preenchida com água e funcionará com o botão “Start”, para que o usuário realize alguma tarefa (como “limpar” ou “continuar”, por exemplo).

Publicidade

Os submenus mencionados, em sua maioria, seguem as diretrizes visuais padrões do macOS, embora alguns elementos visuais possam conter um excesso de 3D e deixem algumas partes com um aspecto mais “datado”.

Os ciclos

Nessa parte, vamos falar sobre os três ciclos que são a grande base para o funcionamento do aplicativo. Vamos saber mais sobre cada um deles?

Reclaim

Trata-se da funcionalidade que serve para “lavar arquivos indesejados”, e seu nome já diz muito sobre o que ela é capaz de fazer. Quando usamos muito o computador, ele naturalmente acumula ao longo do tempo arquivos desnecessários de aplicativos, os quais só diminuem a quantidade de espaço disponível.

Publicidade

Tais arquivos vão desde cache de apps que já estão desinstalados até anexos de idiomas para línguas que não falamos (e, consequentemente, não necessitamos). Obviamente, eles estão disponíveis no Finder, mas você teria um trabalhão para selecionar o que é e o que não é mesmo necessário — o que também pode ser perigoso, caso você apague algo importante.

É aí que entra a função Reclaim, que procura por arquivos desnecessários e pouco utilizados no computador, mostrando-os aos usuários.

Assim que entramos no ciclo, são apresentadas cinco opções de tipos de arquivos que podemos remover: Caches, Downloads, Idiomas, Logs e Lixo. É possível selecionar todas ou alguma(s) delas antes de prosseguir com a análise, a qual resultará em um painel com algumas opções interessantes para o usuário gerenciar os arquivos potencialmente indesejados.

Uma delas é o gráfico de pizza, que representa todos os arquivos encontrados na verificação e quantos deles foram selecionados para serem excluídos. Ao lado, temos uma lista com todos os arquivos encontrados, divididos pelas categorias mencionadas no parágrafo anterior — as quais podem ser expandidas para mostrar os itens de forma individual.

Caso você não queira selecionar quais arquivos e categorias pretende manter ou excluir, há ainda uma ferramenta para que o Washing Machine escolha de maneira automática os arquivos que deletará ao seguir alguns critérios. Ele poderá excluir apenas itens cuja exclusão certamente não afetará a segurança do computador ou fazer uma limpeza mais agressiva — e menos segura, consequentemente.

Duplicates

Eles são tão incômodos que ganharam uma seção só deles no Washing Machine X9. Os duplicados aparecem desde quando você copia um arquivo para outra pasta e esquece de deletar na original ou até mesmo quando são gerados pelo próprio computador por questões de segurança.

Muitos aplicativos no mercado que se propõem a detectá-los analisam apenas critérios superficiais (como o nome do arquivo) para determinar se há uma duplicação. O Washing Machine, no entanto, vai mais fundo e é capaz de encontrar até mesmo itens que foram renomeados, mas que na verdade são idênticos.

Assim como no caso do tópico anterior, excluir esse tipo de arquivo pode ser uma tarefa que lhe renderá uma boa dor de cabeça, visto que provavelmente eles não estarão na mesma pasta — o que certamente o ajudaria a enxergar esses itens duplicados e o que não é necessário na sua máquina.

E é isso que faz o ciclo Duplicates, o qual separa os itens armazenados no disco em seis categorias: Pastas, Arquivos, Filmes, Documentos, Músicas e Fotos. Após a análise, o usuário é apresentado a uma página que conta com uma lista de todos os arquivos duplicados encontrados, bem como para cada categoria separadamente.

Lateralmente, há uma opção para selecionar o(s) arquivo(s) que se quer deletar, bem como uma seção para que eles sejam pré-visualizados. Há uma espécie de “pílula” dividida em dois valores, onde o que fica à esquerda mostra quantos arquivos o usuário escolheu deletar e o que fica à direita exibe quantos existem no total. Feita a seleção, é só ir em “Clean” para realizar a limpeza.

Organize

Por fim, a outra grande função do aplicativo é a que serve para organizar o Mac automaticamente, a qual permite criar uma série de “automações” para deixar o computador organizado do jeito que você gosta, com cada arquivo no lugar onde você quer que ele esteja. Ela está dividida entre Desktop, Dock e Smart Folders.

Sabe quando baixamos/criamos muitos arquivos e enviamos para a Mesa discriminadamente? Com o tempo, tudo vira uma bagunça e você demora para encontrá-los? Então, uma maneira de resolver essa questão é mover cada arquivo para as pastas nas quais você acha que eles devem ficar como padrão.

Fazer isso manualmente pode ser uma tarefa demorada, e é por isso que você pode usar o Washing Machine X9 para organizar automaticamente todos os arquivos que se encontram na sua Mesa.

Há também uma função que permite a criação de pastas inteligentes, as quais oferecem acesso rápido a arquivos usados com frequência ou a pastas contendo todos os arquivos de um determinado tipo. Elas podem ser arrastadas facilmente para a barra de favoritos na lateral do Finder, para facilitar — e muito — a nossa vida.

Mas não é só essa a função da seção Organize, visto que ela pode deixar até mesmo o seu Dock mais atraente ao mostrar os seus apps mais usamos e permitir arrastá-los ou removê-los facilmente pro Dock. Simples, mas pode ser útil para quem tem aquela indecisão sobre o que colocar na tradicional barra de apps do macOS.

Por quanto eu posso ter o aplicativo?

Para contar com todos os recursos que o Washing Machine X9 pode lhe oferecer, você tem opções de compra para um, três ou cinco Macs — todas as licenças com garantia de reembolso de um mês, para caso você não fique satisfeito com o que é oferecido pelo software.

A boa notícia é que, comprando pelo link do MacMagazine, você pode adquirir o Intego Washing Machine X9 com incríveis 60% de desconto!

A compra individual, que normalmente custa R$270, pode ser adquirida por apenas R$104, uma economia de quase R$170. O plano para três Macs, originalmente custando R$363, pode ser adquirido por R$141, enquanto o destinado a cinco máquinas sai por R$177 (ante R$460).

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Trailer de "Luck"

Confira o trailer da animação "Luck", do Apple TV+

Próximo Artigo
Áudio Espacial na Netflix

Netflix expande áudio espacial para qualquer dispositivo estéreo

Posts Relacionados