O melhor pedaço da Maçã.
Framesira / Shutterstock.com
Sensores do Apple Watch Series 7

Novo estudo sugere que Apple Watch pode detectar infarto

E as capacidades de saúde do Apple Watch acabam de ganhar mais uma possibilidade incrível — sim, ainda estamos na fase da dúvida.

Publicidade

Ainda que a empresa deixe bem claro que o seu relógio não pode prever ataques cardíacos (infarto do miocárdio), uma pesquisa publicada pelo Texas Heart Institute Journal abriu essa possibilidade.

Como descreveu o MyHealthyApple, um infarto do miocárdio acontece quando uma ou mais partes do músculo cardíaco não recebem oxigênio suficiente devido a um bloqueio no fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco. E é aí que entra o estudo do THIJ, no qual pesquisadores usaram o Apple Watch para ajudar a diagnosticar sintomas relacionados ao infarto do miocárdio.

Ao registrar vários eletrocardiogramas, pesquisadores conseguiram diagnosticar o infarto do miocárdio e sugeriram que o Apple Watch poderia, eventualmente, se tornar uma ferramenta de autoverificação para sintomas relacionados a um ataque cardíaco.

Publicidade

Normalmente, a primeira etapa de diagnóstico para confirmar o ataque cardíaco é o tradicional eletrocardiograma de 12 pontos, que requer equipamentos específicos e treinamento profissional para registrar e interpretar os dados. O Apple Watch, contudo, usa um eletrodo positivo (na parte de trás do relógio) e um negativo (na Digital Crown) para gravar um ECG de derivação única.

Os pesquisadores, contudo, argumentam que o uso do Apple Watch para detectar IM não se destina a substituir o ECG padrão de 12 derivações. Ainda assim, os estudos atuais mostraram que ele pode registrar sinais de ECG de múltiplas derivações e detectar a alteração do segmento ST durante o ataque cardíaco. Sendo assim, o relógio poderia servir como uma nova ferramenta de triagem de infarto para pessoas em casa ou em outros ambientes que não um hospital ou uma clínica devidamente equipada.

É bom deixar claro que ainda existem muitas limitações para alcançar o objetivo de detecção precoce do IM por parte do Apple Watch, e que mais dados clínicos são necessários para chegar a essa conclusão. Mas o grande trunfo do Apple Watch, aqui, é a sua disponibilidade, já que ele é o relógio mais vendido do mundo e está no pulso de muita gente espalhada pelo globo.

Publicidade

Seria incrível algo assim, não é mesmo?

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão sobre vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via MacRumors

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

WhatsApp testa avatar e opção de ocultar número em bate-papo com empresas

Próx. Post

Confira o trailer de “Life By Ella”, do Apple TV+

Posts Relacionados