O melhor pedaço da Maçã.
Amazon Music Unlimited

★ Teste o Amazon Music por três meses, sem pagar nada! [atualizado 2x: mais promoção!]

Um dos aplicativos de streaming musical mais famosos do mercado, o Amazon Music está constantemente lançando novidades que vão melhorar ainda mais a forma como o usamos.

Publicidade

Eu testei o serviço por alguns dias e mostrarei, nesse breve review, quais são os meus principais destaques — as principais vantagens de usar o serviço, sem deixar de mencionar os pontos que considero negativos.

Vamos lá pro review? 😉

Interface e recursos

Certamente ter uma boa interface é uma parte bastante importante para qualquer aplicativo e com players de música não é diferente. O lado bom é que, no Amazon Music, isso não é uma preocupação, visto que o app tem um visual bastante moderno e que não passa aquele incômodo visual/aspecto de bagunça que já vimos em alguns apps do gênero — como no extinto Google Play Music.

Abas principais

A exemplo de outros apps do gênero, o Amazon Music é dividido em abas, as quais ficam dispostas na parte inferior. Eu, particularmente, achei a organização bastante semelhante com a do Spotify.

Publicidade

Vamos conferir o que vem com cada uma das guias?

Início

É uma aba focada tanto no gosto do próprio usuário (com estações feitas especialmente para você) quanto na exibição seleções mais gerai (como a seção “Novidades”, episódios de podcasts e até mesmo vídeos originais da Amazon).

A aba tem duas subseções denominadas “Explorar”, as quais permitem descobrir conteúdos tanto de músicas quanto de podcasts, especificamente.

Publicidade

Encontrar

É basicamente uma aba que lhe permite digitar um termo para encontrar rapidamente um artista, um álbum ou a música que deseja. Na parte inferior à barra de pesquisa, há diferentes categorias, que vão desde gêneros até moods e podcasts.

Infelizmente, ao digitar um termo, é possível ver apenas sugestões de termos, mas não sugestões exatas de músicas ou artistas que levem automaticamente às páginas deles.

Também há, aqui, as subseções “Podcasts”, “Ao vivo” e “Vídeos de música”, as quais nos levam às páginas secundárias quando tocamos nelas.

Publicidade

Biblioteca

Presente em praticamente todo aplicativo de streaming musical, essa aba é um consenso.

Com as categorias (“Playlists”, “Músicas”, “Artistas” e “Álbuns”) dispostas na parte superior, há também as seções inferiores “Para você”, “Reproduzidas recentemente”, e “Recentes”.

Essa última, inclusive, conta com mais seções para mostrar o histórico de buscas, as músicas adicionadas recentemente, as baixadas recentemente e a fila de downloads.

Alexa

Aqui temos um dos grandes diferenciais do Amazon Music. Essa aba é nada menos que a assistente virtual da Amazon integrada ao app de música! Embora seja um baita diferencial, considero que seria interessante ter a possibilidade de mudar essa aba por outra e utilizar a Alexa de outra forma no app.

Isso porque ela é um atalho para ativar a Alexa, a qual pode ser chamada simplesmente por voz, de qualquer lugar do aplicativo. Dessa forma, o espaço poderia ser aproveitado, quem sabe, com uma aba “Podcasts” ou uma que mostrasse exclusivamente sugestões baseadas no gosto do usuário.

Player

Comecemos com aquela que é geralmente a parte da interface mais visada quando falamos de apps musicais. No Amazon Music, a interface é bastante clean — o que me agrada! O problema, a meu ver, é o excesso de botões. Há os tradicionais dedicados a reprodução e controle de faixas, outros para modo aleatório e de repetição, bem como um para curtir a canção.

Há, ainda, um botão para visualizar e editar a lista de reprodução, um para ver um “raio-X” da canção em execução, um para transmissão em dispositivos externos, um para compartilhamento e um menu de três pontos para mais opções referentes à canção, como acionar à biblioteca, visualizar álbum e até reproduzir músicas semelhantes.

Pior fim, mas não menos importante: ela, de novo. A Alexa. Há um botão para ativar a assistente de voz da Amazon, o que não deixa de ser uma redundância mas está lá, para quem quer ativar dessa forma. A meu ver, adicionar alguns dos botões no menu de três pontos deixaria a interface mais enxuta e agradável aos olhos.

Ainda assim, visualmente, o player agrada. Interessante a maneira como as letras das músicas são dispostas, na parte inferior da capa do álbum. Porém, quem gosta de ver a capa por inteiro pode ficar um pouco incomodado com esse detalhe.

Podcasts

O Amazon Music conta com o diferencial de também ter podcasts, mas ao contrário do Spotify — que organiza muito mal essa funcionalidade, como mostrei no comparativo com o Apple Music —, o app da gigante americana consegue fazer isso muito bem!

Embora o ideal fosse uma aba dedicada a eles — quem sabe, no lugar da Alexa, como eu disse —, aqui não há aquela bagunça presente no Spotify, na qual os podcasts e as músicas são apresentados no mesmo balaio. Tanto na aba “Início” quanto na “Biblioteca” há uma opção superior para selecionar se você pretende ver conteúdo relacionado a músicas ou a podcasts. 👏🏼

Na biblioteca, por exemplo, quando selecionamos a opção de visualizar podcasts, nos deparamos também com seções específicas para eles: “Ultimas novidades”, “Programas”, “Baixados” e “Playlist”.

Disponibilidade

Seguindo muito bem a política da Amazon de estar no maior número de plataformas, o Amazon Music está disponível nas mais populares da atualidade, desde celulares (iOS e Android) até computadores (macOS e Windows).

O aplicativo para macOS, inclusive, segue basicamente a mesma diretriz visual do app para dispositivos móveis, mas sua organização se dá de uma forma que considero ideal — visto que tem uma aba apenas para podcasts. A Alexa, por sua vez, não está presente.

Obviamente, o aplicativo está disponível em dispositivos Fire TV, da própria Amazon, mas também em aparelhos de terceiros, como a própria Apple TV.

Quando falamos de caixas de som inteligentes, o serviço integra os dispositivos Echo, mas não está nativamente nos HomePods. Porém, é possível reproduzir o conteúdo espelhando de algum dispositivo da Apple via AirPlay.

Catálogo e qualidade de áudio

Uma das maiores preocupações das pessoas ao assinar um novo serviço de streaming é se o catálogo de músicas lhe será suficiente. Se essa é a sua preocupação antes de assinar o Amazon Music, fique tranquilo: ele é muito generoso!

De acordo com a empresa, são mais de 100 milhões de músicas com qualidade HD e mais de 7 milhões com qualidade Ultra HD, o que faz do Amazon Music um dos serviços com o catálogo de músicas mais completo do mercado!

Com a qualidade HD, também conhecida como Lossless, os detalhes da gravação original são mantidos, proporcionando uma experiência única para amantes da música, os quais poderão ouvir sons sem perda em dispositivos compatíveis — aparelhos que suportam 16-bit/44.1kHz ou mais e fones de ouvido/alto-falantes com frequência superior a 20kHz.

Com o Ultra HD, que preserva as nuances da gravação em estúdio, a qualidade de áudio é mais de 10 vezes a taxa de bits da definição dos serviços de streaming padrão que não oferecem áudio Lossless!

Mas não é só no áudio Lossless que o Amazon Music sai na frente de serviços como o Spotify, visto que possui uma verdadeira seleção de músicas com qualidade de áudio espacial, o qual adiciona definição e profundidade e supera o áudio estéreo convencional.

No app, as músicas com a tecnologia estão destacadas com o selo Atmos/360. Há, inclusive, a possibilidade de pedir à Alexa para tocar apenas uma seleção com as melhores músicas com áudio espacial. 😉

Voltando ao catálogo, o serviço oferece uma gama de conteúdos exclusivos que podem fazer a diferença. Neste ano, por exemplo, foi produzido o Luau Amazon Music, o qual contou com artistas se apresentando em versões inéditas e exclusivas, bem como covers de clássicos.

Obviamente, uma ou outra música que você curte poderá não estar disponível (ainda que seja difícil). Mas isso é uma característica de qualquer serviço de streaming musical — palavra de quem já experimentou vários deles.

Preço

Assim como outros serviços do gênero, o Amazon Music está dividido em alguns tipos de planos, os quais podem ser contratados a depender da sua necessidade e condição financeira. No Amazon Music, são três:

  • Individual: não pode ser usado simultaneamente nos dispositivos suportados — ou seja , um aparelho por vez. Custa R$16,90 no plano mensal e R$169 no plano anual.
  • Família: pode ser usado por até seis pessoas simultaneamente (cada uma com sua conta individual, sem misturar as coisas), em qualquer dispositivo suportado. Ele custa R$34,90 no plano mensal ou R$349 no plano anual.
  • Unlimited para dispositivo único: assim como o Apple Music Voice, há um plano semelhante do Amazon Music para reprodução apenas em dispositivos específicos (Echo e Fire TV), o qual custa a metade de uma assinatura individual convencional: R$8,90/mês.

Ouça grátis por 3 meses!

A boa notícia é que, de início, você poderá usar o Amazon Music sem gastar um centavo por um tempo considerável!

Em condições normais, o serviço oferece um teste grátis de um mês para novos usuários. Porém, você agora poderá testar à vontade o serviço por incríveis três meses, tempo suficiente para saber se quer ou não continuar com ele e o Amazon Music atende às suas necessidades.

Após os três meses, vale ressaltar, você será cobrado pelo preço mensal de uma assinatura individual — a menos que cancele a assinatura antes do fim do período de teste.

Corre, que a promoção é por tempo limitado e vai até o dia 10 de janeiro! 🤑

Atualização, por Eduardo Marques 20/03/2023 às 14:00

A promoção voltou! Se você não aproveitou a que terminou em janeiro, não deixe essa passar!

De hoje (20 de março) até o dia 28 de abril, você poderá curtir três meses grátis do Amazon Music Unlimited.

Atualização II, por Eduardo Marques 21/06/2023 às 11:30

Mais uma promoção para você testar o Amazon Music Unlimited! 🥳

São três meses para você experimentar um dos serviços de streaming mais completos do mercado! Se você for assinante Prime, têm direito a quatro meses de teste, aproveite!


Ícone do app Amazon Music: Ouça podcasts
Amazon Music: Ouça podcastsde AMZN Mobile LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com Apple TV
Versão 24.12.0 (282 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App StoreCódigo QR Código QR

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: Este é um artigo escrito pelo MacMagazine, fruto de um acordo comercial com um anunciante que não influenciou a nossa opinião.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Estreias no Apple TV+: 3ª temporada de “Mythic Quest” e “Circuit Breakers”

Próx. Post

Kate Mulgrew entra pro elenco de “Sinking Spring”, do Apple TV+

Posts Relacionados