O melhor pedaço da Maçã.

Em meio a possível batalha, executivo da Apple deixa o Twitter [errata]

Conta de Phil Schiller apagada do Twitter

Criada em 2008, nos primórdios do Twitter, a conta de Phil Schiller na rede social já não é mais encontrada quando tentamos acessá-la. Ao que tudo indica, o Apple Fellow responsável pela App Store resolveu excluí-la após decisões controversas do novo CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. da rede social, Elon Musk.

Publicidade

Ambas as ações foram desencadeadas no momento em que se cogita um futuro embate entre as duas empresas, o qual teria contornos semelhantes ao que a Apple trava com a Epic Games. Quem cantou essa possibilidade foi Mark Gurman, na mais recente edição de sua newsletter semanal, na Bloomberg.

O ponto do jornalista é que o investimento profundo de Musk no negócio de assinaturas do Twitter (o Twitter Blue) pode aprofundar ainda mais as diferenças do empresário com a Maçã no que diz respeito às taxas da App Store, as quais ele já classificou como “imposto sobre a internet” e disse que elas são “dez vezes maiores” do que deveriam.

Os cálculos indicam que, caso 1% dos usuários do Twitter se inscrevam no Twitter Blue sob o valor de US$8 (a modalidade que Musk pretende relançar no dia 29/11), somente a Apple receberia cerca de US$72 milhões em receita no primeiro ano com a sua taxa de 30% para compras internas no app. O Google, por sua vez, receberia algo em torno de US$36 milhões.

Publicidade

Para as duas Big Techs, trata-se de quantias irrisórias. Para o Twitter, nem tanto, ainda mais se levarmos em consideração que Musk pagou caro pela rede social e está fazendo de tudo para torná-la mais lucrativa.

Para Gurman, no entanto, Musk deve passar longe de uma guerra com as empresas, pelo menos nesse início. Porém, caso o empresário consiga colocar o Twitter em uma condição mais estável, há a possibilidade de ele adotar uma estratégia parecida com a da Epic Games e burle as regras da Apple para forçar uma disputa judicial com a empresa.

Ainda: a demissão de funcionários responsáveis por moderar discursos de ódio pelo Twitter é outro potencial causador de conflitos entre as empresas. A Apple, vale recordar, já removeu redes sociais da App Store após elas negarem moderar conteúdos ofensivos e discriminatórios — o Parler que o diga.

Publicidade

Embora a saída de Schiller do Twitter provavelmente não tenha relação com esse possível futuro embate, não deixa de ser interessante notar a já existência de um distanciamento entre as partes, ainda mais se observarmos o fato de que, agora, a rede social é gerida por um evidente crítico da Maçã.

Ainda assim, tem quem considere a possibilidade de a empresa retirar o aplicativo da App Store — o que, no presente momento, só se explicaria pela questão envolvendo a moderação, citada acima.

Nas últimas semanas, usuários observaram um aumento de episódios de racismo, retórica antissemita e até mesmo de golpes na plataforma, os quais foram impulsionados pela decisão de dar o selo de verificado a qualquer assinante do Twitter Blue — resultando em prejuízos para algumas empresas, vítimas de perfis falsos.

Publicidade

Em seu retorno, o recurso deve voltar mais maduro e cauteloso. Ao que tudo indica, novas contas deverão esperar 90 dias para se inscrever no Twitter Blue, o que deve amenizar o enorme problema envolvendo os fakes.

Errata, por Eduardo Marques22/11/2022 às 10:38

No texto original, comentamos que a Apple havia apagado o tweets da sua conta no Twitter. Isso, porém, não procede pois a empresa nunca tweetou pela conta @Apple — ela é usada basicamente para promover anúncios da empresa na plataforma, diferente de outras como @AppleSupport, @AppleMusic e @AppleTVPlus, que de fato são utilizadas.


Ícone do app X
X de X Corp.
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 10.43 (269.3 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Twitter
Twitter de X Corp.
Compatível com Macs
Versão 9.30 (146.8 MB)
Requer o macOS 11.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Empresa de colecionáveis lança vinis com trilha de “Severance”

Próx. Post

Apple Fitness+: Hora de Caminhar ganha episódio com Chaka Khan

Posts Relacionados