O melhor pedaço da Maçã.

Apple está ameaçando retirar Twitter da App Store, diz Elon Musk [atualizado 3x]

Foto de Jeremy Bezanger no Unsplash
Twitter

Hoje cedo, publicamos sobre a possibilidade de Elon Musk tentar disputar com a Apple ao criar seu próprio smartphone se ela banir o Twitter da sua loja de apps. Mas as polêmicas entre o bilionário e a Maçã parecem estar só começando…

Publicidade

Agora, Musk afirmou que a Apple teria praticamente parado de anunciar no Twitter e questionou se isso se devia ao fato de a empresa “odiar a liberdade de expressão na América”. Em seguida, marcou o próprio Tim Cook (CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. da Apple), a fim de perguntar o que estaria acontecendo.

A Apple praticamente parou de anunciar no Twitter. Eles odeiam a liberdade de expressão na América?

O que está acontecendo aqui, @tim_cook?

Musk não divulgou mais informações sobre o caso e a Apple não comentou o assunto. Entretanto, uma pesquisa da Media Matters descobriu que os 50 maiores anunciantes do Twitter pararam ou anunciaram a intenção de parar suas propagandas na plataforma — isso, em menos de um mês, conforme publicou o Financial Times.

Ainda assim, aparentemente tem gente ainda sendo impactada por publicidade da Apple na rede, como podemos ver abaixo:

Ameaça da Apple ao Twitter

Essa não foi a única provocação de Musk em relação à Apple. Após um usuário contar sua experiência com a loja de apps, o bilionário reviveu a discussão sobre o monopólio da empresa em relação à App Store ao fazer uma enquete perguntando se a Apple deveria publicar todos os seus “atos de censura”. Ele também concordou com um usuário que publicou uma paródia feita pela Epic Games (do icônico comercial 1984 da Apple, com a Maçã sendo a vilã).

Publicidade

Nesse mesmo fio, o jornalista do The Verge, Jake Kastrenakes, perguntou se a Apple estaria “ameaçando a presença do Twitter na App Store” ou fazendo algumas “exigências na moderação”. Musk respondeu diretamente que sim. Então, ele afirmou com todas as letras que a Apple ameaçou retirar o Twitter da App Store e que a empresa não informou a razão para tal.

Mark Gurman, da Bloomberg, chegou a perguntar como a empresa o comunicou o pedido, mas o bilionário não deu mais informações.

Musk continuou soltando comentários sobre a Apple em seu perfil, lembrando a todos que a empresa pega uma fatia de 30% de todas as compras realizadas na App Store. Inclusive, publicou um meme sugerindo que preferiria “ir à guerra” do que pagar a tal porcentagem.

Publicidade

Se esse toma lá, dá cá resultará em alguma ação concreta, não sabemos. No fim, o bilionário está ganhando o que de fato gosta: atenção. 😜


Ícone do app X
X de X Corp.
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 10.29 (254.7 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app Twitter
Twitter de X Corp.
Compatível com Macs
Versão 9.30 (146.8 MB)
Requer o macOS 11.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

Atualização28/11/2022 às 22:56

A inquietação de Musk em relação às campanhas de publicidade da Apple no Twitter talvez esteja explicada: de acordo com informações do The Washington Post, a Maçã foi a maior anunciante da rede social no primeiro trimestre de 2022.

Publicidade

Citando documentos com dados internos do Twitter, o jornal afirmou que a Apple teria gastado US$48 milhões em anúncios na plataforma, o que representou basicamente 4% da receita do Twitter naquele trimestre.

John Gruber, do Daring Fireball, corroborou a informação de que a Apple é a maior anunciante, citando uma fonte que trabalhou na organização de produtos de anúncios do Twitter.

Ou seja: se o maior anunciante deixar a rede de lado, o cenário não vai ficar nada bonito para Musk…

Atualização II, por Rafael Fischmann30/11/2022 às 18:13

Depois de tentar colocar Tim Cook publicamente contra a parede, Elon Musk conseguiu o que mais queria: um encontro presencial com o CEO da Maçã, no próprio Apple Park.

Que eles tenham colocado todos os pingos nos is. 😉

Atualização III, por Rafael Fischmann30/11/2022 às 20:11

Horas depois, Musk falou um pouco sobre o que rolou na reunião:

Boa conversa. Entre outras coisas, resolvemos o mal-entendido sobre a possível remoção do Twitter da App Store. Tim deixou claro que a Apple nunca cogitou fazer isso.

Taí, ânimos acalmados portanto.

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Mulher reencontra iPhone perdido no mar após mais de um ano

Próx. Post

“iPhone 15” deverá ter câmera com sensor poderoso da Sony

Posts Relacionados