O melhor pedaço da Maçã.

Como funciona o Lensa, app que cria “avatares mágicos” com IA

De tempos em tempos, algum aplicativo de edição de fotos se populariza instantaneamente com um ou outro recurso inovador. Depois do FaceApp e do Prisma, chegou a vez do Lensa de dar as caras como a nova sensação do momento.

Publicidade

O aplicativo foi lançado em 2018, mas agora vem ganhando um número crescente de downloads no Brasil por conta dos Magic Avatars (Avatares Mágicos). A função recém-chegada cria novas imagens (avatares) a partir de fotos reais utilizando inteligência artificial (IA).

Para realizar o trabalho, o app solicita que os usuários carreguem entre 10 a 20 fotos, as quais devem obedecer a alguns critérios: elas devem ser apenas selfies/retratos da mesma pessoa e ter fundos, expressões faciais e ângulos da cabeça variados.

Feito isso, vem a parte “chata”: é necessário pagar para utilizar o recurso, mesmo caso você já tenha assinado um plano para ter acesso ilimitado aplicativo, os quais variam entre R$8,50 semanais e R$260 anuais, mas é disponibilizado um teste grátis de uma semana.

Para os Magic Avatars, no entanto, não há escapatória: e você deverá escolher entre um plano com 50 avatares e 5 variações, 100 avatares e 10 variações e 200 avatares e 20 variações — os valores de cada um podem variar de R$11 a R$35. E esses são valores promocionais, ou seja, você deverá pagar praticamente o dobro por eles caso não seja assinante do plano ilimitado do app.

O Lensa ainda destaca que o tipo de IA utilizada no Magic Avatars pode gerar artefatos, imprecisões e defeitos nas imagens, de modo que, quanto mais variadas forem as fotos que você enviar, mais chances são de os resultados serem satisfatórios.

Caso você queira ter uma noção de como fica o resultado antes de investir dinheiro no recurso, vale a pena dar uma olhada em como ficaram alguns dos avatares mágicos do Rafa:

Obviamente, como o próprio app deixa claro, tudo também dependerá da qualidade e da diversidade das fotos que você enviar.

Como são geradas as imagens por IA?

Tá, é bastante fácil ver a mágica acontecendo, mas mais interessante ainda é entender como ela funciona por debaixo dos panos. Antes de tudo, é importante entendermos que o software usa dois modelos de aprendizagem profunda: o Stable Diffusion e o DreamBooth.

Publicidade

O primeiro já foi brevemente mencionado aqui no MacMagazine quando falamos do Diffusion Bee, uma solução para executar justamente o Stable Diffusion em Macs rodando Apple Silicon.

De maneira resumida, o modelo nada mais é que um gerador de imagens ultrarrealistas com base em inteligência artificial (IA) a partir de comandos de texto fornecidos pelos usuários — imagens que podem ser desde paisagens até rostos — como no caso do Lensa.

Mas como o app consegue gerar imagens a partir de imagens? Isso é possível graças a um script de amostragem incluído no Stable Diffusion, o img2img (imagem para imagem), o qual usa um prompt de texto, uma imagem preexistente e uma intensidade de ruído entre 0 e 1 para gerar uma nova imagem com base na original.

Ao que tudo indica, isso é o que motiva o Lensa a dar tanta ênfase na necessidade de enviar imagens em uma grande quantidade de variações, já que o Stable Diffusion conseguirá produzir resultados mais fiéis com um maior aprendizado.

E quanto ao DreamBooth? Ele também um modelo de aprendizado para geração de imagem profundo, mas sua função primordial é ajustar modelos preexistentes, como o Stable Diffusion, sendo um aliado perfeito no trabalho com este.

O DreamBooth consegue amenizar algumas deficiências comuns no Stable Diffusion, como a incapacidade de gerar imagens de pessoas específicas individualmente de maneira adequada — o que é justamente o grande objetivo do novo recurso lançado pelo Lensa.

Tutoriais como esse, por exemplo, mostram como fazer de maneira bastante “manual” justamente o que o Magic Avatars faz com o uso do Stable Diffusion e do DreamBooth, o qual é uma tecnologia considerada bastante cara (talvez isso explique o preço cobrado para usá-la no app).

A tecnologia de geração de imagens via IA, no entanto, parece estar mais otimizada a rostos e feições masculinas. Pelo menos em alguns dos nossos testes, os resultados foram mais fiéis em homens do que em mulheres.

O que o Lensa faz com as minhas fotos?

Uma preocupação de muita gente ao utilizar esse tipo de aplicativo é quanto ao destino dado às fotos que são enviadas, especialmente após polêmicas envolvendo softwares do gênero no passado (como o próprio FaceApp, supracitado).

No caso do Lensa, ao que tudo indica, não há tanto com o que se preocupar, visto que o app alega receber as fotos anonimamente e apenas para serem processadas pela IA. Depois disso, segundo a empresa, elas são apagadas em até 24 horas. Que assim seja.


Ícone do app Lensa AI: fotos e vídeo editor
Lensa AI: fotos e vídeo editorde Prisma labs, inc.
Compatível com MacsCompatível com iPhones
Versão 6.1.6 (217.6 MB)
Requer o iOS 16.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App StoreCódigo QR Código QR

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Promoções na App Store: Toppl., Golph, CleanUSBDrive e mais!

Próx. Post

Como personalizar a tela inicial do iCloud.com

Posts Relacionados