O melhor pedaço da Maçã.

Netflix: regras de senhas compartilhadas chegam a Portugal e mais países

XanderSt / Shutterstock.com
Logo da Netflix no iPhone

No finalzinho de janeiro, ficou claro pela primeira vez como a Netflix dificultará o compartilhamento de contas com pessoas que não moram numa mesma residência. Uma série de regras duras foi criada com esse objetivo, as quais incluem a existência de uma “residência padrão” e um tempo mínimo de acesso necessário para que os dispositivos permaneçam vinculados a ela.

Publicidade

Antes implementadas apenas em alguns países da América Latina, essas regras estão se expandindo para outras partes do globo. A Netflix anunciou hoje que essa nova abordagem, a qual denominou “uma atualização sobre compartilhamento”, agora também está presente no Canadá, na Espanha, na Nova Zelândia e em Portugal.

Segundo a empresa, que afirmou ter a sua capacidade de investimento em mais títulos impactada pelo compartilhamento “confuso” de contas, usuários nesses países agora também poderão definir uma residência padrão, gerenciar acesso de dispositivos à conta, transferir perfis e assistir à Netflix enquanto viajam.

O local padrão, vale lembrar, serve para criar uma espécie de lista de dispositivos vinculados, os quais precisam se conectar à conta a partir da residência pelo menos uma vez a cada 31 dias. A empresa também permite obter códigos limitados de acesso de 7 dias para casos de viagens — o que possibilita assistir a conteúdos com a conta padrão em dispositivos não vinculados à casa (como a TV de um hotel, por exemplo).

Publicidade

Caso desejem continuar contando com usuários que não moram nas suas residências, os proprietários de contas Padrão e Premium têm a chance de “comprar um membro extra” — o que é um pouco diferente do que havíamos visto até agora, quando a empresa havia implementado o conceito de “residência adicional”.

Segundo a empresa, os planos poderão contar com até dois membros extras que não moram na residência Netflix — cada um deles contando com um login/uma senha diferente. A adição de cada membro custa C$8 (no Canadá), NZ$8 (na Nova Zelândia), 4€ (em Portugal) e €6 (na Espanha) — valores para pagamentos mensais.

O Brasil que se prepare!

Embora as regras mais duras de compartilhamento de senha ainda não tenham aterrissado no Brasil, é melhor irmos nos preparando, pois a Netflix já deixou claro reiteradas vezes que ele será lançado de forma mais ampla nos próximos meses.

Publicidade

A empresa provavelmente ainda está testando diferentes abordagens sobre como implementar o acesso pago adicional — se é que ele será implementado — antes de levá-lo a todos os países. Também não será surpresa caso sejamos as próximas “cobaias” antes de esse sistema ser padronizado globalmente.


Ícone do app Netflix
Netflix de Netflix, Inc.
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 16.34.0 (207.3 MB)
Requer o iOS 16.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Tinder estreia modo anônimo e outros recursos de segurança

Próx. Post

Carol Surface será a nova chefe de RH da Apple

Posts Relacionados