O melhor pedaço da Maçã.

iPads Pro com tela OLED poderão custar a partir de US$1.500

DaVinci Resolve no iPad Pro

Após um lançamento sem muita empolgação dos iPads Pro com processador M2, é possível que tenhamos novidades nos próximos modelos. Rumores, porém, apontam que algumas surpresas poderão não ser nada esperadas ou mesmo positivas.

Publicidade

De acordo com o veículo coreano The Elec, que traz relatos da cadeia de produção de componentes dos aparelhos, uma nova tecnologia de fabricação da tela poderá fazer os iPads Pro lançados no próximo ano custarem entre 60% e 80% a mais que os atuais.

Os novos processos de produção a serem inseridos consistiriam em uma estrutura com duas camadas de emissão de luz, bem como em um transístor de filme fino com óxido policristalino de baixa temperatura. Haveria, ainda, um OLED1Organic light-emitting diode, ou diodo emissor de luz orgânico. híbrido, envolvendo substrato de vidro e encapsulação de filme fino.

Essas inovações, como é possível imaginar, terão um custo — e bastante alto, diga-se de passagem. O site divulgou que os iPads Pro poderão custar a partir de US$1.500 na versão de 11 polegadas (atualmente US$800, nos Estados Unidos) e US$1.800 na de 12,9″ (hoje US$1.200). Isso representaria aumentos de 80% e 60%, respectivamente.

Publicidade

Esse estratosférico aumento seria consequência de uma também alta subida nos preços de custo/fabricação dos displays dos iPads. Conforme já publicamos anteriormente, os painéis OLED custam hoje entre US$100 e US$150 e passariam para US$270 (no modelo menor) e US$350 (no maior), podendo custar portanto até três vezes a mais.

Vale lembrar que especulações sobre o aumento de preço dos iPads Pro não são novas, o que fortalece a ideia de que, de algum modo, isso deverá ocorrer em algum momento, embora detalhes ainda fiquem por se definir.

Caso se concretizem, essas mudanças tornariam os iPads Pro produtos ainda mais nichados. Para se ter uma ideia, o MacBook Air com chip M2 custa, nos EUA, a partir de US$1.200, enquanto o modelo Pro de 14″ tem o preço inicial de US$2.000. Ou seja, os preços dos tablets encostariam nos dos laptops mais avançados e ultrapassariam os de entrada.

Publicidade

Se a Apple realmente lançar iPads por esses preços, seriam necessárias muitas justificativas para um aumento tão grande, incluindo talvez um número maior de recursos do que apenas o display, ainda que este tenha uma melhora sensível. Seria necessário também ponderar se a base de usuários do tablet é tão fiel a ponto de adotar um novo modelo tão mais caro.

Vale ressaltar, porém, que esses rumores referem-se a produtos que só serão lançados daqui a um tempo considerável (duas gerações à frente da atual), o que certamente significa que várias decisões poderão mudar até lá. Também é possível que as especulações sejam baseadas em apenas uma opção estudada pela Apple, tomada como destino certo por analistas em dado momento.

Em todo caso, sigamos acompanhando o futuro dos iPads Pro!


Comprar iPads Pro de Apple Preço à vista: a partir de R$11.069,10
Preço parcelado: a partir de R$12.299,00 em até 12x
Telas: 11 ou 13 polegadas
Cores: prateado ou cinza-espacial
Capacidades: 256GB, 512GB, 1TB ou 2TB
Conectividade: Wi-Fi ou Wi-Fi + Cellular

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão sobre vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via Patently Apple

Notas de rodapé

  • 1
    Organic light-emitting diode, ou diodo emissor de luz orgânico.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple TV+: série animada “Eva, a Coruja” ganha trailer

Próx. Post

Face ID sob a tela ficará para 2025 ou depois, diz Ross Young

Posts Relacionados