O melhor pedaço da Maçã.
Foto de ilgmyzin na Unsplash
Selo de verificado do Twitter

Twitter altera descrição do selo de usuários já verificados

O Twitter introduziu recentemente uma nova descrição para usuários com o famigerado selo azul, a qual remove qualquer distinção entre assinantes do Twitter Blue e contas verificadas pela rede antes das mudanças realizadas pelo CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. Elon Musk, segundo informações do TechCrunch.

Publicidade

Como ressaltado pelo nosso colaborador Vinícius Porto, a descrição original do selo azul indicava que um determinado usuário verificado era uma “pessoa notável no governo, nas notícias, no entretenimento ou em outra categoria designada”.

Depois, com o lançamento do novo Twitter Blue, passou a ser: “Essa é uma conta verificada preexistente. Pode ser ou não de uma pessoa com notoriedade”; agora, a descrição indica que a conta “foi verificada porque está inscrita no Twitter Blue ou é uma conta verificada preexistente”.

A mudança ocorreu um dia depois a data que a empresa deveria começar a remover o selo das contas verificadas preexistentes antes das mudanças implementadas por Musk. Não está claro por que o Twitter ainda não fez isso, mas informações do The Washington Post indicam que a plataforma carece de uma solução automatizada para a remoção do selo em todas as contas já verificadas.

Publicidade

Em meio a isso, Musk publicou — e logo depois apagou — um tweet dizendo que a plataforma oferecerá um período de “carência” para permitir que usuários já verificados se inscrevessem no Twitter Blue. No post, ele também alertou que aqueles que não pagarem pelo serviço teriam os selos removidos imediatamente.

Elon Musk deletou rapidamente um tweet dizendo que as contas legadas verificadas não perderiam seus selos em 1º de abril, como ele disse anteriormente, e que isso não aconteceria por mais “algumas semanas”.
No entanto, se eles disserem especificamente que não pagarão pelo Twitter Blue, o Twitter removerá o selo deles.

Nesse contexto, como destacado pelo Business Insider, um usuário no Twitter chamou a atenção de Musk para a recusa do The New York Times em pagar pelo selo de verificação, levando o bilionário a dizer: “ok, vamos tirá-lo então” — o que realmente foi feito.

O New York Times disse que não pagará pela verificação do Twitter. 🤣
.
Ok, vamos retirar então.

Musk também criticou o veículo de comunicação americano, dizendo que sua “propaganda nem é interessante” e que o feed deles “é o equivalente no Twitter a uma diarreia”.

Publicidade

Em uma declaração à Forbes, um porta-voz do NYT disse que a empresa “não está planejando pagar a taxa mensal pelo status de verificado das contas institucionais do Twitter”. Eles explicaram, ainda, que também não reembolsarão os repórteres para contas pessoais, exceto em casos raros “em que esse status seja essencial para fins jornalísticos”.


Veremos se Musk realmente dará um prazo para que usuários verificados antes do lançamento do novo Twitter Blue assinem o serviço ou se o plano original de remoção do selo continuará nos próximos dias.


Ícone do app X
Xde X Corp.
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 10.48.1 (277.3 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App StoreCódigo QR Código QR

Ícone do app Twitter
Twitterde X Corp.
Compatível com Macs
Versão 9.30 (146.8 MB)
Requer o macOS 11.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App StoreCódigo QR Código QR

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Oferta: iPhone 14 de 512GB com desconto de 23%

Próx. Post

“Carpool Karaoke”, do Apple TV+, ganhará novos episódios

Posts Relacionados