O melhor pedaço da Maçã.

Instagram já está testando rede social concorrente do Twitter

Desde que Elon Musk assumiu o comando do Twitter, cresceu a procura por alternativas ao (ex)microblog por parte de usuários insatisfeitos com a série de mudanças adotadas pelo executivo. Uma das empresas que querem aproveitar esse “boom” é a Meta, a qual revelou em março que estava planejando lançar uma rede social de textos descentralizada.

Publicidade

Tendo como um dos seus principais objetivos fisgar um público que é atualmente do Twitter, a nova rede social funcionará como uma espécie de extensão do Instagram, só que focada em textos. Lia Haberman, especialista em marketing social, revelou o que seria uma imagem de divulgação do futuro app — ainda sem nome público definido.

De acordo com Haberman, a futura rede social está sendo testada secretamente com um grupo de criadores selecionados e poderá ser lançada já no final de junho — pelo menos foi o que informou um criador que esteve em contato com a Meta recentemente.

Tendo como base de funcionamento o Instagram, o novo app será bastante semelhante à rede social de vídeos e imagens da Meta em termos de interface — contando, inclusive, com abas inferiores que lembram bastante as da plataforma “mãe”.

O login será feito pelo nome de usuário e senha do Instagram, que emprestará a bio e até mesmo o selo de verificação do usuário para a nova rede. Contas bloqueadas e palavras ocultadas na plataforma primária também serão transferidas para a rede focada em textos.

Publicidade

Quanto ao limite de caracteres, ele não será tão pequeno quanto o que a rede social concorrente oferece para meros mortais (280), mas também não permitirá o famoso “textão”, limitando publicações a exatos 500 caracteres. De qualquer forma, é mais que o triplo do limite que o Twitter impunha em seus tempos áureos — quando permitia digitar apenas 140 caracteres em cada post.

Por fim, cabe destacar que o app curiosamente será compatível com outras redes sociais, como o Mastodon. Segundo a imagem de divulgação, usuários dessas outras plataformas poderão pesquisar, seguir e interagir com o perfil e conteúdo dos criadores — o que os permitirá alcançar novos públicos.

Concorrente à vista?

Quem também está a pleno vapor com o desenvolvimento de uma nova rede social é Jack Dorsey (cofundador do Twitter), que atualmente se dedica ao Bluesky, projeto de plataforma descentralizada que começou dentro de sua antiga rede e acabou sendo “desmembrado” posteriormente.

Publicidade

Caso a data de lançamento da nova plataforma do Instagram se confirme, ela provavelmente verá a luz do dia antes do Bluesky — que abriu uma lista de espera para usuários interessados em testar a futura rede social em outubro do ano passado e só começou a colocá-la em vigor em março, quando lançou o aplicativo oficial na App Store. Ele ainda opera em regime beta privado, o que requer um código de convite para permitir a criação de uma conta.

Pelo menos até agora, o Bluesky é uma espécie de Twitter misturado com Mastodon. Do passarinho, ele herdou o visual (quase) idêntico — que vai desde a página de composição, passa pelas abas inferiores até os botões de ação (como curtir e repostar). Do Mastodon, o seu caráter descentralizado — inclusive, com os grandes rótulos de usuário que levam também o nome da instância na qual o usuário está cadastrado.

Embora o Bluesky já conte com mais de 50 mil usuários, nada indica que o lançamento oficial da rede acontecerá a curto prazo, visto que ela ainda não conta com recursos básicos como DM, filtros de busca aprimorados e outras features importantes para uma rede social atualmente.

Publicidade

Nada garante, inclusive, que o Bluesky concorrerá (necessariamente) com a futura rede social do Instagram, visto que o foco da plataforma da Meta estará em famosos e influenciadores, funcionando como uma espécie de local para que eles usem apenas palavras para descrever seus atuais estados para os seguidores.

Inclusive, como acontecerá com o Mastodon, pode ser que até mesmo o Bluesky seja “compatível” com o “Instagram de textos” futuramente, quando já tiver sido lançado oficialmente. O tempo dirá.


Ícone do app Bluesky Social
Bluesky Social de Bluesky PBLLC
Compatível com iPhones
Versão 1.68 (35.3 MB)
Requer o iOS 13.4 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

via Bloomberg

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple é prestigiada em cerimônia de excelência em publicidade

Próx. Post

MM Fórum: iPhone 14 Pro Max perdendo cor, cancelamento de ruído piorando nos AirPods e mais!

Posts Relacionados