O melhor pedaço da Maçã.

Elon Musk conversará com Tim Cook sobre taxa de 30% da App Store

bluecat_stock / Shutterstock.com
X no iPhone

Embora num tom mais amistoso, Elon Musk voltou a demonstrar publicamente insatisfação com as atuais diretrizes da App Store — especialmente quanto à taxa de 30% cobrada a desenvolvedores que faturam mais US$1 milhão por ano usando a loja como meio de pagamento — que é a única forma possível de oferecer serviços pagos no iOS, diga-se.

Publicidade

A menção de Musk à Apple aconteceu em meio a um anúncio de que o X (ex-Twitter) não cobrará mais a porcentagem mensal de 10% a criadores até que o montante de pagamentos recebidos por eles atinja US$100 mil. O benefício de primeiro ano gratuito continua valendo, então mesmo que um criador chegue ao valor mencionado, a porcentagem só passará a ser cobrada caso ele já esteja há mais de um ano na plataforma.

Mas onde entra a Maçã nessa história? Bem, Musk disse que conversará com o CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. da Apple, Tim Cook, para convencê-lo a cobrar a “taxa Apple” apenas da porcentagem que o X ganha dos criadores — ou seja, 30% dos 10%. Atualmente, a empresa recebe por cada assinatura efetivada, valor que é pago pela rede social religiosamente, até mesmo caso o criador em questão não precise pagar a taxa mensal.

Como Musk afirmou que a mudança maximizaria os ganhos dos criadores, é fácil deduzir que essa taxa de 30% está sendo “descontada” do que é repassado a eles. Resta saber se Cook aceitará fazer um corte generoso na receita da Maçã proveniente do X e, ainda, se abrirá precedentes para que outras empresas reivindiquem algo parecido — como já fez a Meta no passado, vale recordar.

Rejeição?

Voltando um pouco ao assunto rebranding, parece que usuários fiéis do Twitter não estão muito satisfeitos com a mudança do nome da rede social para X. De acordo com o TechCrunch, a empresa de inteligência de mercado Sensor Tower apontou que quase 78% das avaliações do software na App Store americana desde o dia 21 de julho foi de uma estrela — porcentagem bem maior que a de 50% das semanas anteriores (que já era elevada).

No Brasil, pelo menos no que se refere às avaliações com comentários, parece estar se formando um fenômeno parecido. Ao visualizar a página com as classificações mais recentes, encontramos comentários como “Odeio esse X”, “Twitter >>>>>>> X”, “X é o caramba” ou, até mesmo, “O Twitter era ótimo até a compra pelo Elon Musk”. A avaliação geral por aqui continua alta, com média de 4,8 estrelas para o app.


Ícone do app X
X de X Corp.
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 10.29 (254.7 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Promoções na App Store: Game Dev Story, Hide My Face, Galaxy Invader 1000 e mais!

Próx. Post

Como enviar uma mensagem de vídeo no WhatsApp

Posts Relacionados