O melhor pedaço da Maçã.

Google Podcasts será desativado em 2024; YouTube Music vai substituí-lo

Google Podcasts

A gigante de Mountain View anunciou nesta semana o fim do Google Podcasts. Lançado em 2018 para Android e em 2020 para iOS, o aplicativo será desativado no ano que vem, de modo que os recursos de podcasts serão migrados para o YouTube Music — o qual também deverá ganhar novas funcionalidades que integrarão áudio e vídeo para o consumo desse tipo de mídia.

Publicidade

Essa notícia não é exatamente uma novidade: nos Estados Unidos, o YouTube Music ganhou a capacidade de reproduzir podcasts em abril deste ano, mesmo que usuários não tenham uma assinatura. Como na maioria dos tocadores, é possível baixar os episódios para ouvir offline, bem como usar o app em segundo plano; os criadores também podem fazer o upload de feeds RSS no serviço.

Até o fim deste ano, esses recursos chegarão a usuários do app do YouTube Music de todo o mundo. De acordo com a empresa, a ideia também é investir na experiência de podcasts do app, de modo a torná-lo um melhor destino para fãs e criadores, com recursos de comunidade, descoberta e alternância entre áudio e vídeo.

A mudança também é uma resposta à tendência do mercado: segundo dados apresentados pelo próprio Google (com base em uma pesquisa da Edison), 23% das pessoas que consomem podcasts o fazem pelo YouTube nos EUA, contra 4% do Google Podcasts; no Brasil, 69% ouvem/veem podcasts pelo YouTube, de acordo com dados da Offerwise compartilhados pelo Tecnoblog.

Publicidade

Concorrentes como Spotify, Amazon e Pandora também adotam a estratégia de usar apenas um app para podcasts, músicas e outros conteúdos — diferentemente, por exemplo, da Apple, que tem um software dedicado aos programas em áudio.

O processo de migração

O Google afirmou que mais informações sobre essa mudança serão comunicadas nos próximos meses, mas já adiantou algumas questões sobre a migração entre os apps. Será disponibilizada uma ferramenta para migrar feeds RSS de podcasts — inclusive aqueles que não estão hospedados no YouTube — e outros dados do Google Podcasts para o YouTube Music. Criadores também terão acesso a estatísticas e poderão fazer o upload dos seus programas na plataforma.

Para os usuários do Google Podcasts, haverá a opção de baixar um arquivo no formato OPML contendo dados sobre podcasts assinados e afins, cujo upload poderá ser feito em outra plataforma. Esses recursos ainda não estão disponíveis, mas serão liberados para os usuários nos próximos meses — talvez junto ao suporte global do YouTube Music para podcasts.

Publicidade

De modo geral, foi informado que será dado bastante tempo para a condução dessa transição. Usuários do Google Podcasts também serão ouvidos até que as ferramentas de migração sejam liberadas, o que só ocorrerá quando a empresa sentir que elas estão prontas para uso.

Nos últimos tempos, o Google vem adotando uma estratégia de concentrar recursos de consumo de mídia no YouTube Music, algo que também foi feito com o encerramento do Google Play Música. Talvez o desafio com os podcasts, porém, poderá ser fazer as pessoas consumirem os conteúdos não apenas no YouTube, mas também no outro app, algo que a integração entre áudio e vídeo pode estimular.


Ícone do app Google Podcasts
Google Podcasts de Google LLC
Compatível com iPhones
Versão 2.0.29 (58.8 MB)
Requer o iOS 14.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ícone do app YouTube Music
YouTube Music de Google LLC
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 6.40 (235.3 MB)
Requer o iOS 14.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

via TechCrunch

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

★ Xiaomi 13T: pode competir com Apple e Samsung?

Próx. Post

iOS 17.1, iPadOS 17.1, macOS 14.1, watchOS 10.1 e tvOS 17.1 ganham primeiras betas

Posts Relacionados