O melhor pedaço da Maçã.
Apple Music Replay 2023

Apple Music Replay 2023 traz músicas e artistas mais ouvidos do ano

Chegou o momento favorito dos amantes da música: foi liberado hoje o Apple Music Replay 2023. Similar ao do ano passado, o recurso mostra uma retrospectiva do seu histórico de reprodução ao longo de 2023, destacando as músicas, os artistas, os álbuns e os gêneros mais ouvidos, assim como algumas marcas atingidas.

Publicidade

Para conferir o seu Apple Music Replay do ano, basta acessar essa página no navegador (mobile ou desktop) — uma vez que o recurso continua não sendo integrado ao aplicativo do Apple Music, embora esteja sendo exibido um aviso que redireciona o usuário para o site. Aí, faça o login com o seu ID Apple e veja os destaques do ano.

As informações são exibidas no formato de carrossel, em uma interface que lembra os Stories do Instagram — enquanto são tocadas músicas relacionadas à medida que esses cartões vão sendo exibidos. São mostrados quantos minutos de música você ouviu no ano, assim como playlists, estações, músicas, álbuns e artistas mais escutados, com uma lista de cada um dos cinco mais reproduzidos e a quantidade de artistas diferentes que você escutou em 2023.

Há, ainda, uma opção para compartilhar nas redes sociais os cartões com destaques — como, por exemplo, se você está entre os principais ouvintes de um artista ou as músicas, os álbuns, os artistas e os gêneros mais ouvidos, bem como as listas dos mais reproduzidos e os minutos de música reproduzidos no ano.

Publicidade

Também é mostrado se e quando você atingiu marcos de reprodução, que são definidos caso você tenha alcançado, por exemplo, 25.000 minutos, 250 artistas e 1.000 músicas.

Disponível ao longo de todo ano, a playlist do Apple Music Replay 2023 mostra as 100 músicas mais ouvidas do ano, a qual também está sendo exibida ao final da área “Ouvir Agora” do app do Apple Music. A lista ainda é atualizada semanalmente, a partir das mudanças do seu histórico de reprodução.

Neste ano, a Maçã saiu na frente, por exemplo, do Spotify, que tem um recurso de retrospectiva similar (Wrapped), mas que ainda não foi liberado. Não deverá demorar, entretanto, para que o concorrente também divulgue as músicas mais ouvidas do ano aos usuários.

Publicidade

O Apple Music conta com um catálogo de mais de 100 milhões de músicas e 30 mil playlists — muitas delas com suporte a Áudio Espacial (Dolby Atmos) e em altíssima definição, com áudio Lossless. Para quem ama música clássica, há um app dedicado com mais de 5 milhões de faixas, tudo em uma interface simplificada! No Brasil, são três tipos de assinatura: Universitária (R$11,90/mês), Individual (R$21,90/mês) e Familiar (R$34,90/mês). Caso você não seja um assinante, pode testar o serviço de forma gratuita por um mês. Ele também faz parte do pacote de assinaturas da empresa, o Apple One.


Ícone do app Música
Música de Apple
Compatível com iPadsCompatível com iPhones Compatível com o Apple Vision Pro Compatível com Apple Watches
Versão 2.6.5 (2 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão sobre vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple TV+: “John Lennon — Assassinato Sem Julgamento” estreará em 6/12; veja o trailer

Próx. Post

iOS 17.2, iPadOS 17.2, macOS 14.2, watchOS 10.2 e tvOS 17.2 ganham quartas betas

Posts Relacionados