O melhor pedaço da Maçã.

Desenvolvedor fala sobre processo de levar o app djay para o Vision Pro

App day para o Apple Vision Pro

Karim Morsy, CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. da Algoriddim, compartilhou recentemente com a Apple algumas de suas impressões sobre o processo de adaptação do seu aplicativo mais popular, o djay, para o Apple Vision Pro, incluindo os desafios de se levar uma interface 2D para um ambiente tridimensional.

Publicidade

Segundo o desenvolvedor, o headset de realidade mista da Maçã fez o seu app — que estreou há mais de dez anos, primeiro no Mac e depois no iPad — parecer uma “fera que queria ser libertada”. As diferenças entre as plataformas, porém, fizeram todo o trabalho realizado antes do Vision Pro parecerem um “prólogo” para o djay, explicou.

A primeira vez que experimentei o dispositivo foi muito emocionante. Eu queria ser DJ desde criança. E de repente aqui estavam esses toca-discos e o céu noturno, e as estrelas acima de mim, e esse show de luz no deserto. Eu senti que ‘Este é o culminar de tudo. Este é o sentimento que eu queria que as pessoas experimentassem’.

O espaço de trabalho infinito do visionOS, por exemplo, obrigou Morsy a repensar por completo a forma como as pessoas interagem com seu software. Sua equipe também pensou em modos de visualização que trazem mesas de DJ tridimensionais para o ambiente onde o usuário está, além de cenários que fazem a pessoa se sentir em um verdadeiro festival.

Em resumo, existirão três formas de se interagir com o djay no Vision Pro: a primeira é a forma como o app vem por padrão quando ele é aberto pela primeira vez, com uma janela completa com dois decks. A segunda, como dito, adiciona duas mesas tridimensionais, enquanto a terceira também adiciona um cenário cheio de efeitos que reagem com a música que está sendo reproduzida.

Um desses cenários exibe luzes de LED2Light emitting diode, ou diodo emissor de luz. com cores que combinam com a capa do álbum da música que está tocando, enquanto outro o transporta para um deserto com uma arena de luzes. Há até mesmo um que leva o DJ para uma espécie de nave na órbita da Terra — com direito a alguns robôs dançarinos e tudo mais.

Você quer entrar em um loop onde o ambiente o influencie e vice-versa.

A ideia, de acordo com Morsy, é encontrar um equilíbrio entre “complexidade e facilidade de uso”. Ainda segundo ele, algo que fez sentido no seu app há dez anos, quando as pessoas ainda interagiam com o djay com a ajuda de um teclado e um mouse, talvez não seja tão útil agora.

O Apple Vision Pro, vale lembrar, será lançado no dia 2 de fevereiro por a partir de US$3.500 (apenas nos Estados Unidos). A pré-venda do headset se iniciará daqui exatamente uma semana (19/1).


Ícone do app djay - DJ App & AI Mixer
djay - DJ App & AI Mixer de algoriddim GmbH
Compatível com MacsCompatível com iPadsCompatível com iPhones Compatível com o Apple Vision Pro Compatível com Apple Watches
Versão 5.1.7 (262 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

via AppleInsider

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.
  • 2
    Light emitting diode, ou diodo emissor de luz.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple aumenta limite de itens no Buscar para 32; AirPods contam como 2 itens

Próx. Post

Apple Music divulga trailer da apresentação de Usher no Super Bowl

Posts Relacionados