O melhor pedaço da Maçã.

Justin Long, da campanha “Get a Mac”, aparece em sátira da Qualcomm

Justin Long em comercial da Qualcomm que satiriza a Apple

Entre 2006 e 2009, o ator Justin Long participou da série de 66 comerciais “Get a Mac”, em que ele “interpretava” o Mac e outro ator (John Hodgman) fazia o “papel” de PC. A ideia era comparar as características dos dois produtos, destacando as vantagens do da Apple e os defeitos do concorrente.

Publicidade

15 anos depois, quem apareceu em um comercial da Qualcomm, promovendo PCs ARM com chips da empresa? Isso mesmo, Justin Long! E não foi qualquer comercial: apesar de curto, o anúncio é uma referência direta à campanha da Apple da qual ele participou quase duas décadas atrás.

No vídeo mais recente, Long aparece com um MacBook e é bombardeado por notificações e erros — incluindo de compatibilidade de aplicativos, espaço acabando e bateria —, os quais o fazem cansar dos avisos e procurar por um PC com processador Snapdragon. Ele, então, olha para a câmera e diz, em tom jocoso “things change” (“as coisas mudam”, em tradução livre).

YouTube video

A sátira foi exibida ao final da apresentação da Qualcomm na Computex, na qual foi apresentado o novo processador da empresa para computadores. Após o vídeo ser mostrado, o CEO 1Chief executive officer, ou diretor executivo. da companhia, o brasileiro Cristiano Amon, repetiu a fala de Long no comercial de que as coisas mudam.

A presença de Long em um vídeo de promoção de PCs com ARM é mais uma forma de ressaltar a competição com os MacBooks equipados com Apple Silicon. A Qualcomm e a Microsoft já vêm promovendo os produtos há algum tempo, com ênfase na autonomia da bateria e no desempenho — pontos de destaque dos computadores da Apple.

Publicidade

Vale notar também que não é de hoje que Long usa o seu passado na campanha “Get a Mac” para satirizar a Apple em comerciais de concorrentes. Ele começou a fazer isso em 2010, ao aparecer junto a um notebook da Dell, tendo participado de um anúncio da HUAWEI em 2017 e de um comercial da Intel em 2021, feito em resposta ao lançamento dos primeiros MacBooks com o chip M1.

De todo modo, a sátira permitiu relembrar essa longa e premiada campanha publicitária da Maçã. Mais de 200 comerciais gravados foram rejeitados por Steve Jobs, cofundador da empresa e, em 2021, John Hodgman retornou na apresentação do chip M1 — ou seja, ironicamente até hoje o “PC” está do lado da Apple, enquanto o “Mac” pulou fora. 😜

via The Verge

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Oferta: iPhone 15 de 128GB com 34% de desconto

Próx. Post

Carpinteiro ajuda a recuperar US$5 milhões em ferramentas graças a AirTag

Posts Relacionados