O melhor pedaço da Maçã.

Criminosos faturam até £20 mil por dia com roubo de iPhones no Reino Unido

DVKi / Shutterstock.com
Código de acesso do iPhone

Após a entrevista na qual um criminoso detalhou a tática utilizada para roubar vítimas depois de obter os código de acesso aos iPhones, uma nova entrevista com o líder de uma gangue — desta vez, para o programa Good Morning Britain, no Reino Unido — mostrou que um único criminoso é capaz de roubar até 20 aparelhos por dia.

Publicidade

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o líder da gangue em questão (que foi chamado de “Rich” durante a entrevista) afirmou que uma pequena equipe com apenas 4 ou 5 pessoas trabalhando para ele consegue roubar cerca de 80 smartphones por dia — entre 18 a 20 por integrante.

Tais dispositivos são roubados por pessoas em veículos como motocicletas ou até mesmo simplesmente puxados do bolso de trás das vítimas em ambientes lotados (como um clube ou pub) — uma estratégia semelhante às já destacadas em outras ocorrências do tipo.

É um tipo de crime que vem ficando conhecido como “shoulder-surf”, o qual consiste em descobrir, de alguma forma, o código de acesso do aparelho das vítimas — muitas vezes pelas costas, daí o nome do método (“surfe de ombro”, em tradução livre) — e depois roubá-los para obter algum tipo de vantagem financeira.

Publicidade

Diferentemente do método relatado anteriormente, no entanto, o da gangue de Rich não consiste primordialmente em modificar a senha do ID Apple dos usuários e desativar a rede Buscar (Find My) após o roubo, e sim em decorar o código para realizar transações financeiras com os smartphones das vítimas.

“Os meninos agora sabem o que têm que fazer — eles têm que olhar para certos aplicativos e ver se podem alterar as senhas”, disse o líder da gangue, o qual destacou que os criminosos vasculham apps como Notas (Notes) para obter acesso a aplicativos financeiros e fazer compras com o dinheiro das vítimas.

Com o código de acesso do aparelho, é possível até mesmo utilizar serviços como o Apple Pay, visto que o iPhone pede o código caso o usuário não consiga utilizar o Face ID na hora de fazer um pagamento — e, incrivelmente, não há uma opção para desativar essa “vulnerabilidade” no iOS até o momento.

Questionado sobre quanto dinheiro eles conseguem roubar das contas dos usuários através de aplicativos, Rich respondeu que entre £15 e £20 mil por dia com duas equipes de quatro pessoas. Sua gangue já conseguiu retirar £40-50 mil de um aparelho em apenas meia hora, segundo ele.

Publicidade

É interessante destacar que esses casos acontecem mesmo após a implementação de recursos como a Proteção de Dispositivo Roubado por parte da Apple. Aparentemente, muitas pessoas ainda não sabem da existência do recurso, o qual certamente tornaria mais difícil a ação de criminosos nesses casos.

Embora possa ser controverso dar visibilidade a esse tipo de entrevista na imprensa, um assessor do Good Morning Britain afirmou que o objetivo é fazer com que as entrevistas aumentem a conscientização das pessoas sobre essa ameaça crescente e tomem medidas para se proteger dos roubos.

via iMore

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Promoções na App Store: Sapan, TapList: Photo Powered Lists, Blip Box e mais!

Próx. Post

Como usar os filtros de busca da App Store [iPad e Mac]

Posts Relacionados