O melhor pedaço da Maçã.

Google teria cogitado barrar recursos de IA no Safari para frear regulação

photosince / Shutterstock.com
Buscador Google no iPhone

Uma nova reportagem do The Information repercutida pelo 9to5Mac indica que o Google cogitou impedir que usuários do Safari utilizassem recursos de inteligência artificial (IA) da empresa. A medida, segundo o site, seria para evitar complicações regulatórias devido ao seu acordo com a Apple, o qual foi alvo de questionamentos no caso antitruste enfrentado pela empresa de busca nos Estados Unidos.

Publicidade

A restrição permitiria ao Google aumentar a participação de pesquisas de usuários de iPhones fora do Safari. Trata-se de uma estratégia que não começou hoje. Há alguns anos, a empresa tem tentado persuadir os proprietários dos smartphones da Maçã a mudar para seu app homônimo ou para o Google Chrome — houve certo progresso, mas o avanço parou no segundo semestre no ano passado.

Atualmente, a porcentagem de pesquisas em apps proprietários do Google em iPhones está em 30%, número considerado pequeno se considerarmos a meta da companhia para que a porcentagem chegue a 50% até 2030. Para atingir esse objetivo, no entanto, a empresa enfrenta o grande desafio de lutar contra um aplicativo que já vem pré-instalado nos iPhones, como é o caso do Safari.

Por causa disso, o Google teria cogitado lutar com as armas que tem, como a possibilidade de limitar o recurso AI Overviews (Visão Geral da IA) aos seus próprios apps — o que daria a eles um diferencial em relação à pesquisa do Safari. No entanto, em última análise, a subsidiária da Alphabet teria optado por não dar prosseguimento a essa estratégia, segundo pessoas com conhecimento sobre o assunto.

Aumentar a porcentagem de pesquisas nos iPhones ajudaria o Google não apenas a fugir dos olhos dos reguladores como também a diminuir a porcentagem que a companhia paga à Apple anualmente graças ao acordo envolvendo o Safari. Só em 2022, a empresa pagou US$20 bilhões à Maçã, segundo confirmado recentemente por Eddy Cue.


Ícone do app Google
Googlede Google
Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 323.0 (345.6 MB)
Requer o iOS 15.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App StoreCódigo QR Código QR

Ícone do app Safari
Safaride Apple
Compatível com iPadsCompatível com iPhones Compatível com o Apple Vision Pro
Versão 2.3 (1 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App StoreCódigo QR Código QR

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple foi a 2ª empresa mais usada em golpes de email nos últimos 4 anos, segundo pesquisa

Posts Relacionados