O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

De graça, até injeção na testa! XL

Músicas 20090427Santa ironia, Batman! A edição “XL” (extra grande) tem só três músicas? Pois é, rebote cármico é assim, mesmo… Semana passada ganhamos cinco faixas, lembra? Bem, apesar de hoje termos poucas canções para desfrutar, uma delas vem com tudo e me deixou bastante contente.

Publicidade

Um comentário rápido, antes de mais nada: eu gosto bastante do iTunes, mas será que a Apple perde a briga do iTunesDB? Eu não pretendo trocar de central digital para minhas músicas, mas eu imagino que a concorrência possa fazer bem, em termos de sincronização com iPods. É como diz o ditado “The more, the merrier!”, e nada mais feliz que uma boa briga pela preferência do consumidor…

Mas façamos de conta que eu não estou torcendo contra a Maçã e falemos das faixas de hoje. 😉

Single of the Week

ZoéToda semana, encontramos uma faixa de um artista ou banda de que gostamos e a trazemos até você, gratuitamente, como nosso Single of the Week. As influências psicodélicas e de britpop da Zoé destacam a banda no México. Produzida por Phil Vinail (Radiohead), “Nada” constrói uma ponte musical de Manchester à Cidade do México. Comparações com Placebo e The Cure são favoráveis, com teclados temperamentais, a vibração do violão à la Duane Eddy e os vocais apaixonados de León Larregui constroem um fim climático. Deixe a Zoé escoltar você através do túnel que vai dar no subsolo do rock alternativo mexicano.

Se você gostar do single, dê uma sacada no álbum. [11 faixas por US$8]

Que tal, esta Canción? Com uma arte de capa inusitada, lembrando uma Silent Hill à beira-mar, a Zoé é uma banda que tenta, mas não consegue. Os instrumentos são meio monótonos (o vocal é completamente) e o final é tudo, menos “climático”: a não ser que você chame um trecho instrumental de quase dois minutos encerrado por um fade out mega-hiper-horrível de “clímax”. “Nada” contra (link para a iTS), mas eu acho que existem faixas melhores em outros lugares — e não estou falando do perfil da banda no MySpace ou do site oficial. Dou um desconto por ser uma proposta incomum, ainda que mal executada. Psicodélico? Talvez, mas eu prefiro a Rita Lee. IMHO: 1/5 Música chaaata, longa demais, pouco inspirada!

Discovery Download

Phillip LaRueNosso Discovery Download põe em foco um gênero diferente a cada semana, oferecendo uma faixa gratuita que julgamos merecer sua atenção. Phillip LaRue foi notado por muitas pessoas pelo trabalho com a irmã há alguns anos sob o nome LaRue. Agora LaRue está de volta com sua estreia solo e ele traz paixão e canções para compensar sua ausência. Em “Chasing the Daylight”, LaRue imagina se sua fé é como as asas de cera do Ícaro lendário, fadada a acabar. Você pode ficar tranquilo, pois LaRue descobre que não é este o caso, visto que a canção cresce como uma encarnação brilhante e ecoante de glória do pop alternativo.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [12 faixas por US$8]

Esta é mais uma investida feliz da iTS na música religiosa (cantores brasileiros, _aprendei_). LaRue, eu sinto sua dor. Aliás, qualquer um poderá sentí-la ao ouvir “Chasing the Daylight” (link para a iTS): em todas as tentativas de elevar sua voz, o rapaz parece estar a ponto de ter um treco. Apesar disso, devo dizer que esta canção tem um ar que a faz crescer dentro do seu coração: seria sublimação espiritual ou pena do cantor? Não sei, mas eu não recomendaria a alguém que pagasse por esta faixa. Só que ela está de graça por um semana, então pode valer a pena apostar e deixar que ela toque algumas vezes antes de marcar a fatídica opção “Skip when shuffling” ou mandá-la direto para o Lixo. No MySpace você poderá conferir que o Phillip pode fazer (muito, muito, muito!) melhor que isso. “Found” (4/5) será familiar para quem assiste a The Ghost Whisperer ou One Tree Hill, por sinal. O site oficial é… como dizer? Sem graça. IMHO: 2/5 Baixe e, quem sabe, depois de ouvi-la algumas vezes, ela ganhe um ou dois pontos a mais.

Video of the Week

Laura PausiniLançado no dia 14 de novembro em todo o mundo, Primavera in Anticipio, novo álbum composto por 14 canções inéditas e antecipado pelo single Invence, no. O CD, lançado com o selo Atlantic (Warner Music), sai também em espanhol e inclui um lindo dueto com James Blunt.

[Adaptado da biografia no site oficial.]

Eu acho que só são necessários dois nomes para convencer muitos a baixar este vídeo AGORA: Pausini e Blunt. Uma é uma estrela da música italiana que já fez muito sucesso, mas anda… sumida. O outro é um dos melhores produtos de exportação da Inglaterra. Gosto muito do som de ambos (mais do dele) e devo confessar que foi com muita alegria que agarrei este clipe. “Primavera Anticipada (It Is My Song)” (link para a iTS) é legal, no estilo da Laura, mas o James Blunt se encaixa até bem, sem destoar (muito). Duas coisas são esquisitas no vídeo: 3×4? Alguém ainda grava nessa proporção?! E os efeitos especiais, que são mais cômicos do que qualquer outra coisa? Da neve às pétalas voadoras (quase um Hanami), o visual ficou um pouco forçado. Em todo caso, vale a pena ter este vídeo, mas admito que quem não for fã de algum dos dois pode ter que pensar duas vezes. Quem ainda não conhece a Laura ou quiser saber dos último trabalhos dela, pode fazer uma visita ao MySpace (miserável, só colocou um minuto da outra música!). Aos fãs do James Blunt, o MySpace traz ótimas faixas, mas só alguns segundos da minha favorita (“Same Mistake”. Melhor. Canção. Ever!). IMHO: 4/5 “Cheesy” define bem o clipe, mas eu gostei.

. . .

Publicidade

Nada de FM Static hoje, mas devo estar com meu “sentido-aranha” afiado, pois estava pensando em falar um pouco do James Blunt e de seus dois excelentes álbuns: All the Lost Souls e Back to Bedlam (ambos na iTS). Qualquer pessoa que tenha assistido a cinco minutos de uma novela das oito na Rede Globo certamente já ouviu alguma coisa deste cantor, mas eu deixo a dica de que muitas das faixas dos dois álbuns são ótimas, algo raríssimo de se ver — o normal é uma ou duas valerem a pena e o resto ser lixo, fato que fez a iTunes Store ter tanto sucesso.

Daqui para a semana que vem, deixo a seguinte pergunta: quantos idiomas há em sua coleção de músicas? Responda nos comentários, que semana que vem eu explico o porquê da questão. Até lá! 😀

Enquanto não ganhamos uma iTunes Music Store brasileira, recomendo que leia este post.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Dicas do dia: o que fazer quando o iPhone ou um aplicativo travam?

Próximo Artigo

Aprenda código morse no iPhone/iPod touch com o Morse-It!

Posts Relacionados