O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Documentos históricos da Apple são disponibilizados para o público

Computer History Museum (CHM) de Mountain View publica documentos históricos da Apple datados da fundação da empresa.

O Computer History Museum (sim, aquele que o Rafael visitou em Mountain View, há um ano) acaba de publicar em sua página dois importantes documentos históricos da Apple (claro, com a devida permissão): sua primeira oferta pública e o plano preliminar de negócios do Macintosh.

Publicidade

Site do Computer History Museum

“Esses dois documentos oferecem uma rara visão da história da Apple como uma companhia”, afirmou John Hollar, CEO e presidente do CHM. “Ela cresceu, transformando-se num ícone corporativo, e é uma honra para nós podermos ver seu alvorecer como negócio.”

Preliminary Confidential Offering Memorandum

A Oferta Pública Inicial (Initial Public Offering – IPO), com data de 1977, foi doada para o museu por Mike Markkula. Ela é baseada na visão que Steve Jobs e Steve Wozniak tinham para o Apple II e como ele logo estaria em diversas casas, escolas e escritórios ao redor do mundo. Mike foi o primeiro investidor que a Apple teve — em troca de um terço das ações da nova companhia, ele investiu US$250 mil na empresa e, posteriormente (1981 a 1983), atuou como seu presidente.

Preliminary Macintosh Business Plan

O Plano de Negócios do Macintosh, divulgado internamente em 1982, foi doado por Dan Kottke, o primeiro empregado da Apple. Foi ele o responsável por fabricar e testar o Apple I, computador idealizado por Jobs e Woz em 1976, na garagem da casa de Jobs. O plano compara a performance do primeiro Macintosh, que custaria US$1.500, com outros produtos da companhia, como o Apple II (US$2.500) e o Lisa (US$5.000).

A estratégia inicial da Apple era encorajar corporações a migrar para (ou focar-se em) modelos mais caros como o Lisa e o Apple III, enquanto usuários mais populares seguiriam para o Mac, visto que ele era o modelo mais barato. O planejamento inicial previa que aproximadamente 19 mil escolas e mais 12 milhões de estudantes seriam potenciais compradores do Macintosh.

Para conferir mais detalhes ou até mesmo baixar os dois documentos no formato PDF, é só dar uma conferida na página do museu sobre os documentos da Apple. 😉

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

De graça, até injeção na testa! XLV

Próximo Artigo

Apple recebe desconto em impostos para construir data center na Carolina do Norte; sugestões da localização do complexo começam a aparecer

Posts Relacionados