CrashPlan é uma bela solução de backup grátis integrada ao Mac OS X

Colaboração especial por Agnaldo Silva Martins.

Publicidade

Logo do CrashPlanEstive pesquisando ultimamente uma solução de backup eficiente; encontrei várias pelo caminho, mas só me restou uma que considerei a melhor menos pior.

Trata-se de um programa gratuito chamado CrashPlan (da Code 42), mas que, para ser útil, requer que você esteja usando pelo menos mais de um computador (ou ter condições de usar espaço em outro computador, mesmo que não seja seu) e que possa se conectar a ele pelo menos uma vez por dia.

Como funciona

  1. Você instala o aplicativo em dois computadores, um onde estão os dados (pode ser num drive USB ou em rede) e outro no computador que vai recebê-los.
  2. O programa copia os dados de um para o outro e, depois de fazê-lo, sincroniza os dados, isto é, mantém uma cópia exata do seus arquivos no outro computador — que pode estar em qualquer lugar, diga-se, desde que conectado à rede, intranet ou internet.

Assista ao vídeo oficial:

Publicidade

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=O6qSJIkcWss[/youtube]

Vantagens sobre outros sistemas de backup

  • A sincronização é byte a byte, e não por arquivo. Isso torna o processo muito mais eficiente, porque só os blocos de dados modificados são trocados, o que é muito bom para arquivos grandes, como filmes e bancos de dados. Além disso, ele compacta (e codifica) todos os arquivos antes de fazer o upload.
  • Você pode manter um backup físico separado dos seus dados principais, o que é recomendável, pois ter um backup num drive USB ligado ao computador pode ser prático, mas há situações em que pode-se perder tudo (descarga elétrica, roubo, incêndio, etc.).
  • Não é preciso recorrer a backups em servidor de terceiros. Além de ter um custo mensal, há a insegurança de não saber onde e como estão guardados seus dados. Para piorar, um backup pela internet pode demorar mais de um mês. Testei um serviço destes (o Carbonite) e verifiquei que meus dados demorariam semanas para passar pra lá. E se meu HD desse pau? Eu ficaria semanas sem os dados, a não ser que gastasse uma fortuna para gravarem para mim e mandarem pelo correio.
  • Se o seu computador estiver ligado, você pode acessar seus dados de qualquer lugar.
  • Para evitar a demora de carregar os dados pela primeira vez, antes de iniciar a sincronização, você pode colocar tudo num HD externo USB e levá-lo para o computador remoto.
  • O programa possui versões para Mac, Windows, Linux e Solaris, além de funcionar entre plataformas — isto é, você pode sincronizar seus dados do Mac em casa e/ou com o Windows no trabalho.
  • Tem funções similares ao Time Machine da Apple, isto é, dá para configurá-lo pra gravar as versões antigas e “voltar no tempo”. Só que a interface não é tão bonitinha/animada.
  • Falando em Time Machine, há quem diga que o sistema tem conflito com o FileVault, resenhado pelo Rafael Fischmann há poucos dias aqui no MacMagazine. Segundo o site Mac OS X Hints, o CrashPlan funciona muito bem com ele ativado, também.
  • O programa funciona por trás das cortinas: não é preciso carregá-lo e nem programá-lo para que abra automaticamente. A interface gráfica só serve para alterar as definições (que muitos acabam usando como vêm de fábrica) ou restaurar arquivos.

Concluindo

A desvantagem do CrashPlan, a meu ver, é você ter que manter um computador ligado permanentemente (ou a maior parte do dia) em rede. Os custos e riscos disso podem ser minimizados se esse computador for um notebook ligado a um no-break, o que reduz o custo de energia e o risco de dano numa descarga elétrica a um mínimo. Dá para agendar uma hora para sincronizar seus dados, também.

Outra desvantagem é que o programa em sua versão gratuita só faz uma atualização por dia. Se der algum pau no HD, você pode perder todo o trabalho de um dia, mas acho que isso não é critico. A empresa oferece uma versão paga que faz sincronização permanente, mas eu pessoalmente acho um gasto desnecessário. O programa enviar um alerta por email, caso fique muito tempo sem se atualizar.

Publicidade

Uma coisa legal desse sistema é que ele permite compartilhar espaços ociosos de HDs entre amigos. E não precisa se preocupar, porque todos dados no computador hospedeiro ficam codificados, só acessíveis por senha. Você não precisa necessariamente pedir espaço emprestado para um colega, já que pode comprar um HD externo USB, carregar seu backup e pedir para o amigo ligá-lo no computador dele. Se um dia tiver problemas, é só pedir para ele fazer uma cópia do HD e mandar o original pelo correio, tudo resolvido.

Confira a tabela oficial de recursos do CrashPlan:

Recursos do CrashPlan

Nota do editor: nosso colaborador Alexandre Mandl publicou recentemente uma série de três artigos relacionados aqui no MM, abordando soluções de backup no Mac, backups no Mac enviando dados para a “nuvem” e alternativas de discos virtuais. Curiosamente, em nenhum deles citamos o CrashPlan, então a matéria acima, do Agnaldo, veio a calhar.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…