O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bug em estudo da Apple coletou dados de usuários sem autorização

Segundo a Maçã, a anonimidade do estudo está preservada
Novos estudos de saúde da Apple

Para todas as promessas e defesas públicas que a Apple faz em relação à privacidade dos seus usuários, sempre há um aspecto ou outro que acaba caindo em contradição — seja por ação deliberada da própria empresa ou por alguma falha nos seus produtos e serviços. O caso mais recente cai nessa segunda opção.

Publicidade

Explico: há cerca de um ano, a Apple lançou alguns novos estudos de saúde em parceria com instituições renomadas dos Estados Unidos — a ideia, como explicamos, é usar a plataforma de saúde da empresa para coletar dados dos voluntários e, com isso, fornecer mais recursos para a pesquisa de médicos e cientistas, visando a criação de curas e prevenções para determinadas doenças e condições.

Um dos estudos lançados à época foi o de audição, realizado em parceria com a Universidade de Michigan e a Organização Mundial da Saúde (OMS). O problema é que, por conta de um bug na captura dos dados dos voluntários que participaram do estudo, alguns dados foram capturados sem o consentimento deles.

Mais precisamente, ao realizar a entrada no estudo, os voluntários cederam à Apple e às instituições a permissão para coletar dados como nível de volume nos headphones durante uso, volume do som ambiente médio, frequência cardíaca e alguns dados de exercícios. Os dados seriam capturados somente no período do estudo, mas o bug na coleta fez com que um histórico retroativo de 30 dias dessas informações fosse, também, coletado — sem a devida autorização.

Publicidade

A falha não chega a ser o fim do mundo, mas a Apple e as instituições envolvidas entraram em contato com os voluntários para informar sobre o caso. Segundo a empresa, os dados coletados não podem ser usados para identificar um determinado usuário; além disso, todos os dados históricos foram apagados e a ferramenta de coleta do aplicativo Pesquisa foi atualizada para corrigir o bug.

Por mais que nunca seja legal ver dados não-autorizados sendo coletados por qualquer empresa que seja, seria legal ver a Apple e as demais gigantes tecnológicas adotando esse modus operandi em *todos* os casos de brecha e exposição de dados. Afinal, melhor que os usuários afetados saibam da questão o quanto antes e da forma mais transparente possível.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Evento de compras da Apple no Japão (2021)

Apple fará evento de compras no Japão após a virada do ano

Próximo Artigo
Dinheiro

Ações da Apple batem recorde; empresa vale US$2,3 trilhões

Posts Relacionados