O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple Card

Algoritmo do Apple Card não é sexista, determina órgão regulador

Um ano e meio depois, o banco Goldman Sachs foi “inocentado”

No fim de 2019, a Apple envolveu-se em (mais) uma polêmica quando o desenvolvedor David Heinemeier Hanson acusou o algoritmo do Apple Card de sexismo. Isso porque o cartão ofereceu a ele um limite de crédito 20x maior que à sua esposa, mesmo com os dois fazendo declaração de imposto conjunta e tendo comunhão universal de bens.

Publicidade

A partir daí, vários outros usuários — incluindo ninguém menos que Steve Wozniak — relataram situações parecidas, a polêmica se instaurou e o banco Goldman Sachs, responsável pela parte financeira do cartão (e pelo algoritmo, portanto), pediu desculpas. Pois hoje, quase um ano e meio depois, o banco foi “inocentado”.

De acordo com a Bloomberg, o Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York iniciou — ainda lá em novembro de 2019 — uma investigação acerca de possíveis vieses discriminatórios no algoritmo do Apple Card e na atribuição automática de limite de crédito a determinados usuários. O órgão, entretanto, não encontrou nenhum indício de falha ou defeito nas decisões de crédito do algoritmo.

A investigação foi lançada com base na Lei da Oportunidade de Crédito Igualitária, instituída nos Estados Unidos em 1974 e que impede empresas e serviços financeiros de discriminar pessoas com base em raça, cor, religião, nacionalidade, gênero, status marital ou idade no momento de conceder crédito ou empréstimos. O departamento escrutinou dados relacionados a mais de 400.000 pessoas que solicitaram um Apple Card e determinaram que o algoritmo do cartão não violou a regulamentação.

Publicidade

A Superintendente Linda A. Lacewell, entretanto, aproveitou a oportunidade para reforçar a importância de um acesso equalitário ao crédito entre todos os cidadãos:

Por mais que não tenhamos encontrado nenhuma violação nas atribuições, nossa investigação serve como um lembrete nas disparidades do acesso ao crédito mesmo 50 anos após a aprovação da lei que impediu esse tipo de discriminação. Essa é apenas uma parte de uma discussão que precisamos ter sobre acesso igualitário ao crédito.

Apesar de ter se livrado das acusações, o Goldman Sachs foi criticado pelo órgão por falhas na transparência e no serviço ao consumidor — falhas essas que, segundo o parecer, podem ter contribuído para a percepção do problema e que poderiam ter sido solucionadas por “uma melhor gerência” da instituição no lançamento do Apple Card.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Controle Remoto com Alexa do Fire TV Stick 4K

Amazon lança novos Fire TV Stick no Brasil, incluindo versão 4K

Próximo Artigo
Conceito de novo iMac

Códigos de novos iMacs são encontrados no macOS 11.3 beta 5

Posts Relacionados