O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Premiere Pro rodando no MacBook Pro

Adobe Premiere Pro ganha suporte nativo para Macs com M1

A Adobe lançou, no fim do ano passado, uma versão beta do Premiere Pro com suporte preliminar ao chip M1; agora, praticamente sete meses depois, enfim o editor de vídeo ganhou, oficialmente, suporte nativo para Macs com o SoC1 da Apple.

Publicidade

Segundo a própria Adobe, isso significa que o Premiere Pro rodará, em média, 80% mais rápido em Macs com chip M1 do que naqueles alimentados com chip da Intel. De acordo com um estudo feito ainda na fase de testes, os recursos que demandam aprendizado de máquina estão até 430% mais rápidos em Macs com M1 do que em máquinas (com especificações semelhantes) equipadas com chips da Intel.

Mais do que o suporte ao chip M1, o update do Premiere Pro também traz um novo recurso de Fala para Texto (Speech to Text). De acordo com a Adobe, a novidade “dá aos criadores todas as ferramentas de que precisam para tornar os vídeos legendados o novo padrão”.

De acordo com testes da Pfeiffer [PDF], esse recurso pode diminuir o tempo que leva para transcrever e legendar um vídeo em até 75%. Vale notar que, por ora, a ferramenta oferece suporte somente para 13 idiomas — incluindo o português.

After Effects

A Adobe planeja estender o suporte nativo ao chip M1 para o After Effects com uma versão beta pública ainda este ano, a qual também apresentará novos recursos de renderização aprimorados.

Character Animator

O software de captura de animação da Adobe, o Character Animator, também foi atualizado com suporte nativo para Macs com M1 — oferecendo desempenho de workstation nos Macs mais recentes.

Nesse sentido, a importação de bonecos e artes está 2x mais rápida, enquanto alternar entre os espaços de trabalho ficou até 3x mais rápido em relação aos Macs equipados com chips da Intel, segundo a Adobe.

Publicidade

Por fim, a Adobe anunciou dois novos recursos (em fase de testes) para o Character Animator: Body Tracker (permite que os criadores usem seus movimentos corporais e gestos para animar seus bonecos) e Puppet Maker (permite criar facilmente personagens sem a necessidade de habilidades de manipulação).

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Rumor: próximo iPad mini terá chip "A15 Bionic"

Próximo Artigo
100K (balões comemorando 100 mil)

Acompanhe a nossa live especial de 100.000 assinantes!

Posts Relacionados