O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Robert Wei / Shutterstock.com
Logo da Apple à noite em loja de Xangai

Briga de patente pode suspender produção de iPhones na China

A chinesa Xiao-i (cujo nome completo é Shanghai Zhizhen Network Technology Co.), especializada em inteligência artificial, entrou novamente com um processo contra a Apple por uma suposta infração de patente, e busca uma liminar para interromper a produção de iPhones na China — incluindo a dos “iPhones 13”.

Publicidade

A Xiao-i já havia processado a Apple, no ano passado, em US$1,4 bilhão por outra suposta violação de patente — a qual alegava que a Siri era uma cópia da sua própria patente de assistente virtual. Na época, a empresa pediu à Apple que parasse de “fabricar, usar, prometer vender, vender e importar” todos os produtos que infringissem a sua patente — ou seja, basicamente todos os seus produtos.

A batalha “terminou” empatada, uma vez que a Apple pediu ao tribunal que invalidasse a patente, mas o juiz a declarou válida; posteriormente, a Xiao-i não conseguiu persuadir o tribunal a conceder uma liminar, deixando a questão em aberto.

Como dissemos, a escalada mais recente do processo culminou em um pedido da Xiao-i para forçar a Apple a encerrar a produção e a venda de iPhones. Se o tribunal conceder a liminar, isso poderia impactar significativamente a cadeia de suprimentos da empresa — embora seja improvável que uma decisão afete diretamente o lançamento dos “iPhones 13‌”.

Publicidade

O timing do novo desdobramento visa claramente maximizar a pressão sobre a Apple para fechar um acordo, em vez de arriscar a interrupção da sua produção — e esse é um risco particularmente grande na China, onde os tribunais têm a reputação de favorecer empresas locais em detrimento às estrangeiras.

A Apple, em uma declaração ao South China Morning Post, reiterou que a ‌Siri‌ não “contém recursos incluídos em sua patente que se relaciona a jogos e mensagens instantâneas” e observou ainda que avaliadores chineses certificados locais “concluíram que a Apple não infringe a propriedade intelectual da Xiao-i”.

Veremos os próximos capítulos…

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Vídeo: ZHIYUN Weebill 2, um gimbal de "gente grande"

Próximo Artigo
Render de "iPhone 14" por Jon Prosser

"iPhone 14": renders mostram como poderá ser o modelo de 2022

Posts Relacionados