O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Personagens de Fornite em frente o logo da Apple
Variety

CEO da Epic Games diz que Apple “perdeu seus princípios” se acha que a disputa entre elas é sobre dinheiro

Mais uma vez, a relação já fragilizada entre a Apple e a Epic Games voltou a estremecer, com o CEO1 da desenvolvedora de Fortnite, Tim Sweeney, acusando a Maçã de “perder de vista os princípios fundadores da indústria de tecnologia” após ela contraprocessar a Epic e exigir o pagamento de danos gerado pelo imbróglio.

Publicidade

Sweeney disparou contra a Maçã afirmando que ela estava “simplificando demais as ações da Epic” em relação à batalha envolvendo a App Store, dando a entender que isso vai além do aspecto financeiro — e sim uma tentativa de alterar as políticas da Apple.

Presumivelmente, eles estão apenas posando para o tribunal, mas se a Apple realmente acredita que a luta sobre o monopólio da distribuição e do sistema de pagamento da App Store é uma “discordância básica sobre dinheiro”, então eles perderam de vista os princípios básicos da indústria de tecnologia.

O executivo afirmou que a Apple “superestimou seu alcance quando se tratam de dispositivos de consumo”. Nesse sentido, Sweeney apontou que todos devem poder instalar softwares livremente e que os desenvolvedores devem ser capazes de criar e compartilhar aplicativos como desejarem.

Mais uma vez, o diretor da Epic disse que o polêmico vídeo Nineteen Eighty-Fortnite é sobre “contra-atacar um sistema injusto”. Ele postulou que a Apple é, agora, a corporação toda poderosa com a qual eles se preocuparam há mais de três décadas.

Publicidade

Seu dispositivo não é comandado por nenhuma corporação toda-poderosa. Isso é EXATAMENTE do que tratava o comercial da Apple de 1984. Tornar a computação pessoal, superando o terrível precedente dos mainframes da IBM, na qual os proprietários de computadores eram reduzidos essencialmente a inquilinos de dispositivos controlados por uma empresa toda-poderosa.

Ele alegou, ainda, que a Apple infringe os direitos dos consumidores e desenvolvedores ao atuar como “intermediária entre criadores e usuários”, usando essa posição “para exercer controle e extrair dinheiro”.

Os direitos de usuários e desenvolvedores são a BASE dessa disputa. […] A Epic nem mesmo está pedindo indenização monetária. Estamos lutando por mudança!

Em seu voleio, Sweeney se esqueceu de mencionar, porém, que a Epic violou seu contrato com a Apple. Ele também não mencionou que a Apple disse explicitamente que Fortnite poderia retornar à App Store caso a Epic decidisse remover sua própria opção de compra dentro do jogo.

É, podemos esperar ainda mais troca de farpas por aí…

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Bluetooth

iPhones, iPads e Macs estão suscetíveis a falha de criptografia no Bluetooth

Próximo Artigo
Jogo Company of Heroes

Company of Heroes: o melhor jogo de Segunda Guerra Mundial chega ao iPhone [atualizado]

Posts Relacionados