O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Índia dispensa iMessage de nova regulamentação local

iPhone sobre bandeira da Índia
Ritesh Ranjan Sett / Shutterstock.com

Talvez você não saiba ou não lembre, mas em fevereiro deste ano o governo da Índia apresentou uma nova regulamentação aplicada às redes sociais — que entraram em vigor no fim de maio passado. A determinação veio semanas após o país tentar pressionar o Twitter a retirar contas que considerava “incendiárias”.

Publicidade

O Ministério de Eletrônica e Tecnologia da Informação (Ministry of Electronics and Information Technology, ou MeitY) obriga que as plataformas criem três novos setores, assim chamados:

  • Um “responsável pela conformidade”, que deve garantir o cumprimento das leis locais;
  • Um “oficial de reclamações”, que trata das reclamações dos usuários indianos sobre as redes sociais;
  • Uma “pessoa para contato”, disponível para as autoridades indianas 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Além disso, as empresas também precisam publicar um relatório mensal, detalhando quantas reclamações receberam e quais medidas tomaram.

Curiosamente, dentre o grupo de redes sociais que deveriam ser submeter às regras, estava a rede iMessage da Apple… até ontem.

Publicidade

Agora, de acordo com o Business Standard, o MeitY retirou uma carta enviada à Apple exigindo conformidade com os regulamentos. Fontes disseram que o movimento é uma resposta ao argumento bem-sucedido da Maçã de que seu app Mensagens não é, de fato, uma rede social.

O Mensagens da Apple não é um aplicativo disponível que pode ser baixado por qualquer pessoa. É um recurso semelhante ao SMS do telefone e, portanto, o MeitY retirou uma carta enviada à Apple em busca de conformidade.

As chamadas Regras de Tecnologia da Informação (Diretrizes Intermediárias e Código de Ética da Mídia Digital) de 2021 se aplicam às redes sociais que possuírem mais de 5 milhões de usuários na Índia. Ainda segundo o Business Standard, o Mensagens tem menos usuários — e esse seria outro motivo para o MeitY retirar a obrigatoriedade.

Pelo menos, agora, a Apple poderá respirar com mais tranquilidade…

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
"Schmigadoon!"

Estreia do dia no Apple TV+: "Schmigadoon!"

Próximo Artigo
Operação da Polícia Civil de SP que prendeu quadrilha de desbloqueio de celulares

Polícia de SP prende quadrilha que desbloqueia iPhones e outros aparelhos

Posts Relacionados