O melhor pedaço da Maçã.

Fornecedoras dos “iPhones 13” estão disputando funcionários

Photo by ChinaImages/Depositphotos
Trabalhadores chineses usando máscaras na fábrica

Como acontece todos os anos (geralmente nessa fatídica época), as principais fabricantes de iPhones expandem a criação de vagas temporárias antes do lançamento dos novos modelos para dar conta da demanda — e, pelo visto, a competição este ano está bem acirrada.

Publicidade

De acordo com o South China Morning Post, a Foxconn, a Luxshare e a Lens Technology já deram início às iniciativas de recrutamento de funcionários; no entanto, há um número cada vez menor de mão de obra interessada no trabalho e, portanto, a competição por trabalhadores está aumentando.

As fornecedoras da Apple na China, incluindo a maior fábrica de iPhone do mundo, estão aumentando seus bônus em meio à forte competição pelo número cada vez menor de jovens dispostos a trabalhar na indústria, à medida que a produção dos novos modelos, que deverão ser anunciados em setembro, aumenta.

Segundo as informações, a Foxconn agora oferece um bônus de 10.205 yuans (cerca de R$8.251) para novos contratados que permanecem por pelo menos 90 dias. Para se ter uma ideia, em maio passado esse valor era de 7.500 yuans (aproximadamente R$6.105).

Semelhantemente, a Lens (que já esteve no centro de denúncias sobre trabalho forçado) também teria aumentado seu bônus para trabalhadores temporários de R$4.061 (US$774) no começo deste ano para R$8.117 (US$1.548) mais recentemente.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Sistema da Apple contra abuso infantil é detalhado — e criticado

Próx. Post

Coinbase agora permite comprar criptomoedas com Apple Pay

Posts Relacionados