O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Todas as cores dos iPhones 13

Estariam os iPhones 13 limitando a performance acima do comum?

Nossos amigos do Loop Infinito fizeram alguns testes — com resultados interessantes

Quase todo lançamento da Apple é acompanhado de alguns problemas aqui e ali, e com os iPhones 13 não tem sido diferente: os aparelhos já apareceram em relatos de adversidades relacionadas ao CarPlay, à tela, à câmera, aos aplicativos e ao Face ID. Pois hoje, mais uma questão — que talvez não mereça ser chamada de “problema” logo de cara, mas já suscita a necessidade de investigações mais aprofundadas.

Publicidade

Explico: enquanto gravavam seus vídeos de hands-on e impressões iniciais dos novos iPhones, nossos amigos do Loop Infinito notaram alguns comportamentos fora do comum — especialmente em algumas taxas de benchmarks registradas pelos aparelhos. Mais precisamente, as variações dos números eram inconsistentes em relação aos do iPhone 12 Pro, que entrou no teste por razões de comparação e que registrou taxas muito mais estáveis.

A partir daí, William Marchiori resolveu investigar a questão: seria o thermal throttling dos iPhones 13 mais agudo do que o comum? Ou, para quem não tem familiaridade com o termo, será que os novos aparelhos estariam apresentando um gerenciamento de temperatura menos eficiente em relação às gerações anteriores, causando maior instabilidade e quedas mais acentuadas de performance?

Para verificar, Marchiori resolveu, claro, fazer testes de benchmark. Ele comparou os quatro aparelhos da nova linha — iPhone 13 mini, 13, 13 Pro e 13 Pro Max — com o iPhone 12 Pro, submetendo os dispositivos a testes na ferramenta 3DMark.

O primeiro teste aconteceu com os quatro aparelhos “pelados”, simplesmente dispostos em cima de uma mesa. Logo de cara, ele notou que o iPhone 12 Pro foi o aparelho que menos esquentou ao final do benchmark — o iPhone 13 mini, por sua vez, foi o que ficou mais quente, provavelmente por conta do seu corpo reduzido e da menor capacidade de dissipação de calor.

Publicidade

Todos os aparelhos, entretanto, registraram quedas de performance semelhantes ao longo das rodadas do teste: os aparelhos da família do iPhone 13 tiveram números ligeiramente superiores, claro (por conta dos upgrades do chip A15 Bionic), mas a estabilidade ao longo do processo foi mais ou menos semelhante entre todos os cinco dispositivos, em torno de 70%.

No segundo teste, todos os iPhones foram novamente testados, mas dessa vez deitados numa cama de gelo — justamente para resfriar os aparelhos artificialmente e verificar a performance tentando mitigar o aquecimento como fator de variação. Aqui, os iPhones 13 Pro e 13 Pro Max tiveram um desempenho levemente inferior, com estabilidade na casa dos 73%, enquanto os demais aparelhos, incluindo o iPhone 12 Pro, ficaram na casa dos 80%.

Publicidade

O que chamou atenção, ao fim dos testes no gelo, foi a diferença entre a performance dos iPhones 13 na primeira rodada em relação à segunda. Vejam, no gráfico abaixo, que a queda dele é muito mais acentuada que a do iPhone 12 Pro — algo que, teoricamente, deveria acontecer de forma muito mais branda, uma vez que os aparelhos estão literalmente sendo resfriados numa cama de gelo.

Teste de possível Thermal Throttling dos iPhones 13

O que isso indica é que o throttling dos iPhones 13 pode não estar relacionado diretamente à temperatura física do aparelho, mas à questão energética. Isso não chega a ser novidade: todo computador ou smartphone tem opções de controle de performance para economizar bateria, mas quando o aparelho faz isso silenciosamente de forma acentuada, as pessoas… não costumam ver essa prática com bons olhos, como a Apple provavelmente já sabe.

Obviamente, os números levantados pelo Loop Infinito nem de longe sugerem uma redução de performance como aquela de 2017, que colocou a Apple em maus lençóis perante os consumidores e órgãos de proteção ao redor do mundo. Ainda assim, as descobertas do canal já servem para que mais testes sejam feitos — e para que você, comprador (ou potencial comprador) dos novos aparelhos, fique atento em relação a isso.


Miniatura dos iPhones 13 Pro e 13 Pro Max
iPhones 13 Pro e 13 Pro Max de Apple Preço à vista: a partir de R$8.549,10
Preço parcelado: em até 12x de R$791,58
Cores: azul-sierra, prateada, dourada ou grafite
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB ou 1TB
Lançamento: setembro de 2021

Miniatura dos iPhones 13 e 13 mini
iPhones 13 e 13 mini de Apple Preço à vista: a partir de R$5.939,10
Preço parcelado: em até 12x de R$549,92
Cores: rosa, azul, meia-noite, estelar ou (PRODUCT)RED
Capacidades: 128GB, 256GB ou 512GB
Lançamento: setembro de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iOS 15

Apple libera iOS 15.0.1 e corrige desbloqueio de iPhones 13 com o Apple Watch

Próximo Artigo
Office 2021

Office 2021 para Mac e PC chegará no dia 5/10 com novos recursos

Posts Relacionados