O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple The Mall at Bay Plaza

Apple pagará US$30 milhões a funcionários por revista em lojas

A Apple concordou em pagar US$30 milhões em um (antiquíssimo) processo envolvendo seus funcionários do varejo que alegaram terem sido submetidos a revistas obrigatórias antes de saírem do trabalho. As informações são do Courthouse News Service.

Publicidade

Como muitos devem se lembrar, a ação teve origem em 2013, quando um grupo de funcionários processou a Apple, argumentando que eles deveriam ser pagos pelo tempo gasto durante a revista obrigatória de malas/bolsas e dispositivos.

Em 2015, o caso foi indeferido por um juiz e, após apelação, ele passou tanto pelo Nono Circuito quanto pela Suprema Corte da Califórnia, que decidiu, em 2020, que a Apple deveria pagar uma indenização aos afetados.

Durante a disputa, a Apple argumentou que os funcionários poderiam ter deixado seus dispositivos em casa para evitar que fossem revistados, mas isso não foi muito bem visto pela justiça, tanto que a Suprema Corte da Califórnia criticou a Apple por seus argumentos “aparentemente inconsistentes”.

Publicidade

A ironia e a inconsistência dos argumentos da Apple devem ser observadas. Sua caracterização do iPhone como desnecessário para seus próprios funcionários está em conflito direto com sua descrição do iPhone como uma parte “integrada e integral” da vida de todos os outros.

—Tani Cantil-Sakauye, presidenta da Suprema Corte da Califórnia

De acordo com as informações, a decisão deve ser retroativa, o que significa que os demandantes podem receber pagamentos por tempo perdido anteriormente. Se o acordo for aprovado, os funcionários envolvidos poderão receber até US$1.200.

Vale notar que a ação engloba 12.000 pessoas que já trabalharam ou ainda estão na Apple; anteriormente, previa-se que o processo custaria até US$60 milhões para a Maçã. Os advogados que representam os funcionários disseram que esse é “um acordo significativo e não reversível alcançado depois de quase oito anos de litígios acirrados”.

via Bloomberg

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple One

Como cancelar o Apple One [iPhone, iPad e Mac]

Próximo Artigo
Jennifer Garner

Apple TV+: Jennifer Garner entra para "The Last Thing He Told Me"

Posts Relacionados