O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Carregadores MagSafe da Kodak

Rolê aleatório: Kodak lança carregadores MagSafe na Índia

Estranhezas à parte, os acessórios parecem ser bem sólidos

Imagine a situação: você é uma das empresas mais tradicionais do universo da fotografia, com mais de um século de história e uma posição privilegiada até mesmo na cultura pop, mas está enfrentando momentos difíceis e ameaças de falência há mais de uma década. O que você faz?

Publicidade

Provavelmente, poucas pessoas responderão “lançarei carregadores MagSafe licenciados na Índia“, mas foi exatamente isso que a Kodak fez, como informou o India Today. Em colaboração com a fabricante local Georgian Enterprises, a empresa anunciou recentemente dois modelos dos acessórios, ambos chamados Kodak Magnetic Wireless Charger.

Carregadores MagSafe da Kodak

O WCM201 é uma alternativa ao próprio Carregador MagSafe da Apple, com um truque extra nas mangas: um pequeno suporte dobrável na parte traseira que, quando aberto, é capaz de apoiar o acessório (e o smartphone) numa superfície em um ângulo propício para visualização e interação — desta forma, o iPhone pode ficar deitado ou inclinado, dependendo da sua vontade.

O WCM101C, por sua vez, é um carregador veicular que pode ser preso à saída de ar-condicionado do seu carro. O acessório possui ímãs mais fortes, para garantir que o iPhone não cairá em nenhum momento, e seu clipe de fixação é giratório, permitindo que você posicione o aparelho em modo retrato ou paisagem ao seu gosto.

Os dois carregadores utilizam componentes oficiais da Apple, o que significa que eles podem recarregar os iPhones a 15W — a potência máxima permitida pela Maçã no carregamento sem fio. Eles contam com um chip de carregamento inteligente, para evitar superaquecimento e outros problemas, e já acompanham um cabo USB; não há adaptador de tomada no pacote, entretanto.

Publicidade

O carregador doméstico já está à venda na Amazon indiana por ₹2.500, ou cerca de R$180 em conversão direta, enquanto o acessório veicular — que custará o mesmo preço — deverá aparecer por lá em breve. Não há previsão, entretanto, de venda em outros países. Bem que poderiam, não é mesmo?

via Gizmochina

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Sede da Ericsson

Em guerra de patentes, Apple quer banir produtos da Ericsson nos EUA [atualizado 2x]

Próximo Artigo
Conceito sobre assunto de ligações

Conceito: como seria possível ver o assunto de uma ligação?

Posts Relacionados