O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mão tocando no Touch ID do Magic Keyboard do novo iMac M1 colorido

Executivos da Apple explicam design e recursos do novo iMac

Nesta semana, a gerente sênior de marketing de produção mundial da Apple, Colleen Novielli, e o gerente de programa de engenharia da companhia, Navpreet Kaloty, participaram do podcast Upgrade para falar mais sobre as mudanças do novo iMac.

Publicidade

Novielli explicou que o raciocínio da Apple para (re)lançar iMacs coloridos é que “a hora da cor é agora”. Segundo ela, isso foi pensado para dar aos usuários opções mais personalizadas e a capacidade de fazer com que o iMac combine com a decoração do ambiente onde é colocado.

As cores são projetadas para trazer uma sensação de brilho, otimismo e alegria. Acho que todos podemos concordar que é algo que precisamos neste momento.

O novo design do iMac também gerou críticas, principalmente pelo fato de a Apple deixar a moldura (borda) branca ao redor da tela e o famoso “queixo” abaixo do display. Em defesa das bordas, Novielli explicou que a cor é realmente mais um “cinza claro” do que o “clássico branco da Apple”.

Quanto ao queixo na frente, a executiva explicou que é isso que permite que “a cor brilhe”. Além disso, a Apple foi capaz de encaixar todos os componentes do iMac nessa área, o que contribuiu para a redução a espessura do iMac — que possui 50% menos volume do que o iMac anterior de 21,5 polegadas.

Publicidade

Novielli explicou ainda que, embora não exista o logo da Apple na parte frontal, o símbolo atrás é mais visível — a companhia conseguiu posicionar a dobradiça da base mais para baixo, visto que o novo iMac é muito leve.

A executiva foi questionada, ainda, sobre a disponibilidade do Magic Keyboard com Touch ID — como sabemos, ele só vem com o novo iMac, embora funcione com outros Macs M1. Ela, entretanto, esquivou-se da pergunta.

Também na entrevista, Kaloty explicou que a mudança para o chip M1 no iMac impactou “todos os aspectos” do desktop. Além do novo design, isso também possibilitou a mudança para portas USB-C/Thunderbolt na parte traseira, bem como o conector de alimentação magnética e os novos (e mais potentes) alto-falantes.

Publicidade

Sobre o conector de energia magnético, especificamente, Kaloty disse que a Apple tem pinos de alimentação e sinal personalizados que se alinham perfeitamente para melhor conectividade. A Apple também fez muitos “ajustes finos” para garantir que o cabo do iMac só fosse desconectado quando pretendido.

É possível conferir a entrevista completa na página do Relay FM e no Apple Podcasts.


iMac de 24 polegadas (azul)
iMac de 24″ de Apple Preço à vista: a partir de R$15.839,10
Preço parcelado: em até 12x de R$1.466,58
Características: chip M1
Cores: azul, verde, rosa, prateado, amarelo, laranja ou roxo
Lançamento: abril de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Chip M1 em placa lógica de Mac

Rumor: chip "M2" já entrou em produção na Ásia

Próximo Artigo
Mulher trabalhando em iPad Pro com conectividade 5G ao ar livre

Mac e iPad estão em "lados opostos do espectro", diz Apple

Posts Relacionados