O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Google Chrome ficará mais rápido no macOS, Windows e Linux

Google Chrome

O Google Chrome não tem uma boa reputação quando o assunto é consumo de RAM1 — mas ele ainda é um navegador extremamente eficaz. Agora, a gigante de Mountain View está lançando um recurso para desktops que deverá torná-lo ainda mais rápido.

Publicidade

No ano passado, o Google introduziu o suporte para back-forward cache no Android, uma ferramenta que permite o carregamento instantâneo da página ao navegar com o botão “voltar” e “avançar”. Agora, informações do Windows Latest dão conta de que a versão 92 do navegador também ganhará suporte nativo para o recurso no macOS, no Windows e no Linux.

Mais precisamente, isso permitirá que o Chrome mantenha a página atual e a última página que você visitou na memória — o que, por sua vez, faz com que os botões “voltar” e “avançar” carreguem o site instantaneamente.

Avançar e retroceder em cache no Google Chrome

Isso não é exatamente um recurso revolucionário, mas deve fazer com que o navegador pareça consideravelmente mais rápido. Quando estreou no Android, o Google disse que o recurso tornou a navegação cerca de 20% mais rápida.

Publicidade

Como dissemos, o Google planeja iniciar o “lançamento experimental” do recurso com o Chrome 92 e expandi-lo nos próximos meses — ainda não está claro quando isso será habilitado para todos, mas os interessados podem ativar manualmente o back-forward cache na área de recursos experimentais do Chrome.

Além disso, há informações de que o Google também esteja trabalhando em um novo hub de compartilhamento que permitirá copiar a URL de uma página, gerar o código QR e compartilhar a aba com outro dispositivo.

via 9to5Google

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Recorte frontal no esquema do iPhone 12 Pro Max

Rumor: Face ID dos "iPhones 13" terá sensor menor

Próximo Artigo
Mulheres trabalhando em dois iMacs M1 de 24 polegadas

Executivos da Apple falam sobre versatilidade do chip M1 e design dos novos iMacs

Posts Relacionados