O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apps fraudulentos já custaram US$48 milhões a consumidores

Só na App Store, vale notar
Apps sob logo da App Store

O CEO1 da Apple, Tim Cook, disse recentemente — durante o julgamento do caso contra a Epic Games — que sem o “rígido processo de revisão” de apps da empresa, a App Store seria uma “bagunça tóxica”.

Publicidade

O processo de revisão da Apple foi projetado para garantir que golpes e aplicativos maliciosos não cheguem à App Store e tem sido uma das principais defesas da empresa na luta contra ações judiciais antitruste e investigações sobre seu suposto monopólio sobre a distribuição de aplicativos para iOS/iPadOS.

Apesar de rígido e restrito, esse processo ainda deixa passar um número significativo de golpes: dos 1.000 aplicativos com as maiores receitas da App Store, quase 2% são fraudulentos, de acordo com uma reportagem do The Washington Post.

A Apple afirma que seu controle exclusivo da App Store é essencial para proteger os clientes […] mas o monopólio da Apple sobre como os consumidores acessam aplicativos em iPhones pode realmente criar um ambiente que dá aos clientes uma falsa sensação de segurança, de acordo com especialistas. Como a Apple não enfrenta nenhuma grande concorrência e tantos consumidores estão presos ao uso da App Store em iPhones, há pouco incentivo para a Apple gastar dinheiro em melhorá-la.

A oferta de recursos enganosos estão entre as principais fraudes verificadas — como apps de VPN2 que enganam usuários ao detectar (falsamente) algum tipo de malware no dispositivo, oferecendo um recurso pago que pode “solucionar” o problema. Outros usam comentários falsos de “clientes” para subir no ranking da App Store.

Ainda segundo o TWP, tais apps fraudulentos podem ter custado US$48 milhões ao todo para consumidores — incluindo a taxa de 30% cobrada pela Apple sobre compras e assinaturas de apps.

Publicidade

No mês passado, a Apple divulgou que havia bloqueado mais de US$1,5 bilhão em transações potencialmente fraudulentas da App Store no ano passado, acrescentando que 244 milhões de contas de usuários e 470 mil contas de desenvolvedores foram encerradas, além de ela ter rejeitado a criação de 424 milhões novas contas.

via Engadget

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Representantes do G7

G7 define reforma tributária global sobre gigantes como a Apple

Próximo Artigo
Caixa do iPhone 12

Vendas de iPhones cresceram expressivamente no 1º trimestre de 2021

Posts Relacionados