O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Remoção de app que promovia festas na pandemia foi “política”, dizem criadores

O Vybe Together já acionou uma nova regra da App Store, que permite a contestação de rejeições por suposto “viés político”
Vybe Together

Na última semana, falamos aqui sobre algumas atualizações nas diretrizes da App Store — entre elas, uma nova opção na qual os desenvolvedores poderiam contestar rejeições alegando um possível “viés político” ou outro tipo de tratamento considerado injusto por parte da equipe de análise da loja.

Publicidade

Pois recentemente, a nova regra já parece ter sido posta à prova. De acordo com o AppleInsider, os criadores do Vybe Together entraram com um recurso para contestar o banimento do aplicativo na App Store — alegando, justamente, o tal do “viés político”.

Para quem não acompanhou a história, o Vybe era um aplicativo que permitia festas e aglomerações clandestinas durante a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). Todo o seu funcionamento era pensado para manter as aglomerações relativamente secretas, longe dos olhos das autoridades e de usuários que pudessem denunciar os encontros ilegais — algo já evidenciado pelo slogan do serviço: “Get your rebel on. Get your party on” (algo como “Seja rebelde. Comece sua festa”).

A Apple, naturalmente, removeu o aplicativo assim que percebeu o seu real propósito, citando que sua presença na App Store poderia ser “potencialmente danosa à imagem pública” da empresa. Agora, seus criadores afirmam que a remoção teve motivação política.

O COO1 do Vybe, Itamar Gil (que é israelense, apesar do nome caracteristicamente brasileiro), afirmou que a empresa responsável pelo app já entrou com um recurso para que a Apple reveja a decisão. Segundo Gil, a Maçã “se sobrepôs a limites estaduais” e escolheu ser “politicamente correta” na remoção:

Nós acreditamos que a Apple, enquanto monopólio, deve às pessoas o direito de escolher por si mesmas. No caso do Vybe, eles fizeram uma escolha pelo público, agindo como juiz e executor sem nos dar a possibilidade de nos defendermos.

Bom, agora a possibilidade de defesa está aberta (se é que, neste caso, há alguma). Vamos acompanhar a história.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iMac M1 "torto"

Alguns iMacs M1 estão saindo de fábrica… tortos

Próximo Artigo
Severed

Promoções na App Store: Severed, Meteor Notes, Home Inventory e mais!

Posts Relacionados