O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Xbox

Microsoft propôs levar jogos de renome ao iOS via Xbox Cloud

Emails revelaram as negociações por trás da polêmica chegada do Xbox Cloud Gaming ao iOS via web

Uma série de emails descobertos pelo The Verge, frutos do julgamento Apple vs. Epic Games, indicam que, como parte das negociações para levar o Xbox Cloud Gaming à plataforma da Apple, a Microsoft estava disposta a dar algumas regalias à Maçã — inclusive, levando jogos de renome exclusivos do Xbox para o iPhone.

Publicidade

Para aqueles que não sabem, o Xbox Cloud Gaming permite que usuários joguem títulos da biblioteca do Xbox Game Pass a partir de qualquer dispositivo. No entanto, devido às limitações da plataforma (iOS/iPadOS), cada jogo deve ser disponibilizado por meio de um aplicativo separado. Isso, é claro, não foi nada benéfico para a Microsoft que, no fim das contas, resolveu dar acesso à sua plataforma pelo navegador Safari.

Contudo, segundo emails trocados entre as duas empresas, a Microsoft realmente planejava uma abordagem diferente. Caso o acordo entre elas tivesse sido oficializado, você poderia, em tese, comprar Halo Infinite (ou outros jogos de peso do Xbox) na própria App Store em vez de pagar pela assinatura do Xbox Game Pass Ultimate e ter que acessar o catálogo de jogos via web. Mas como essa história toda se desenrolou?

Bom, segundo emails trocados por Lori Wright (chefe de desenvolvimento de negócios do Xbox) e a equipe da App Store, a Microsoft planejava levar um catálogo de jogos do xCloud ao iOS por um aplicativo dedicado. Nestes emails, Wright menciona a complexidade que seria gerenciar centenas de aplicativos separados e atualizá-los sempre que houvessem bugs a serem corrigidos.

Publicidade

Em março do ano passado, contudo, a Microsoft já havia mudado de estratégia e tinha proposto criar centenas de aplicativos individuais, contanto que eles funcionassem mais como atalhos para um outro app separado que fizesse a sincronização deles com a nuvem. Sobre isso, Wright escreveu:

Se tivermos um único aplicativo de tecnologia de streaming, ele terá cerca de 150MB, mas os outros aplicativos terão apenas cerca de 30MB e não precisarão ser atualizados quando a tecnologia de streaming for atualizada. Esta será uma experiência melhor para os usuários.

Jogos de renome no iOS

Também foi neste momento que Wright propôs que a Microsoft levasse jogos de renome (triple-A games) exclusivos ao iOS, argumentando que eles também precisariam “do pacote de tecnologia de streaming como um aplicativo separado para oferecer a experiência certa”.

Fim das negociações

É claro que isso não chegou a ocorrer. Em setembro de 2020, a Microsoft rejeitou as novas regras implementadas na App Store e anunciou que levaria o Xbox Cloud Gaming ao iOS pela web.

Publicidade

Segundo a empresa, a Apple foi a responsável pelo fim das negociações. Ela quem rejeitou as propostas, insistindo em forçar cada jogo a incluir um streaming stack completo e que eles utilizassem o sistema de pagamentos internos da própria App Store.

Ao The Verge, o vice-presidente corporativo da Cloud Gaming, Kareem Choudhry, disse:

Nossa proposta de levar jogos por meio de aplicativos individuais foi projetada para cumprir as políticas da App Store. Foi negado pela Apple com base em nosso pedido de que houvesse um único aplicativo de tecnologia de streaming para oferecer suporte aos aplicativos de jogos individuais, como afirma o email inicial. Forçar cada jogo a incluir nossa pilha de tecnologia de streaming provou ser irreal do ponto de vista de suporte e engenharia, e criaria uma experiência incrivelmente negativa para os clientes.

Em uma declaração, o porta-voz da Apple, Adam Dema, disse:

Publicidade

Infelizmente, a Microsoft propôs uma versão do xCloud que não era compatível com as nossas diretrizes de revisão da App Store, especificamente a exigência do uso de compras dentro do app para desbloquear recursos ou funcionalidades adicionais dentro do app.

Choudhry, por sua vez, negou que as compras dentro do app tenham sido a gota d’água para o fim das negociações:

Os motivos da rejeição não estavam relacionados aos recursos de compra no aplicativo; atualmente fornecemos Xbox Cloud Gaming por meio de um único aplicativo Xbox Game Pass na Google Play Store sem IAP [In-App Purchase, ou compras dentro do app] habilitado, por exemplo, e faríamos o mesmo por meio da App Store, se permitido.

Por fim, Choudhry disse que o Xbox Cloud Gaming continuará disponível no iOS pelos navegadores, mas espera continuar procurando por soluções viáveis para levar seus títulos à App Store.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Music Mode no Tinder

Tinder e Spotify lançam recurso para decidir match com música

Próximo Artigo
iodyne Pro Data

iodyne lança estação de SSDs com Thunderbolt e até 24TB de capacidade

Posts Relacionados